junho 20, 2024

Quem ganhou a licitação do aeroporto de Congonhas?

20 de outubro de 2022: Após o fim do prazo para recursos, a Anac fez a homologação do resultado do leilão, e a Aena foi confirmada vencedora.

Quem arrematou o leilão dos aeroportos do Brasil?

Após uma disputa em viva voz, o bloco foi arrematado pelo Consórcio Novo Norte por R$ 125 milhões, o que significou ágio de 119,78%.

Quem vendeu o aeroporto de Congonhas?

O que foi leiloado

Mesmo sendo apontado como a joia da coroa da Infraero, o ativo mais cobiçado do leilão, o aeroporto de Congonhas só recebeu uma proposta, do grupo espanhol Aena. Mesmo sem disputa, foi arrematado por R$ 2,4 bilhões, um ágio de 231% sobre o valor mínimo previsto no edital: R$ 740 milhões.

Quem privatizou Congonhas?

A empresa Aena, que já administra aeroportos na região Nordeste do país, levou o leilão do aeroporto de Congonhas e mais 10 outros terminais em Minas Gerais, Pará e Mato Grosso do Sul. A companhia foi a única proponente.
Em cache

De quem é o avião que derrapou em Congonhas?

O jatinho, que pertence a uma empresa mineira de cimento, teve a velocidade reduzida quando o piloto conseguiu fazer com que o avião passasse primeiro pela grama que existe entre a pista e a cabeceira.

Quando a Aena vai assumir o Aeroporto de Congonhas?

Congonhas é o carro-chefe desse bloco concedido no final do ano passado. Confirmada a efetividade do contrato, a Aena deve iniciar a operação dos aeroportos no terceiro trimestre de 2023.

Qual governo privatizou os aeroportos?

Privatização generalizada

O aeroporto foi o primeiro do país a ser leiloado, em 2011, durante o governo da ex-presidenta Dilma Rousseff (PT).

O que acontece com os produtos apreendidos no aeroporto?

Os objetos retidos pela Receita Federal em aeroportos do Brasil podem ter diferentes destinações, dependendo do tipo de objeto e das circunstâncias da apreensão. Alguns objetos podem ser doados para instituições de caridade ou leiloados, enquanto outros serão destruídos ou devolvidos ao país de origem do viajante.

De quem era o jatinho que parou Congonhas?

Ficha Técnica do avião

O jato: O avião é um Learjet 75 de propriedade da Supermix Concreto, com capacidade de levar até nove pessoas a bordo. O jato foi fabricado em 2015 e estava em situação regular segundo dados disponibilizados pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) em seu site.

De quem era o jatinho de Congonhas?

Tente atualizar a página. O avião executivo que se envolveu em um acidente na tarde de ontem no aeroporto de Congonhas — e provocou uma série de atrasos e cancelamentos em voos comerciais que comprometeram até mesmo as operações no dia de hoje — pertence à Supermix Concreto S/A.

Quais empresas que Lula privatizou?

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

  • Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos.
  • Empresa Brasil de Comunicação (EBC)
  • Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev)
  • Nuclebrás Equipamentos Pesados S.A. (Nuclep)
  • Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro)

O que sentiram os passageiros do voo 447?

Resumidamente, não houve pânico, gritos, luzes piscando ou esse cenário caótico que vemos em filmes hollywoodianos”, afirmou um dos advogados da organização dos familiares, Alain Jakubowicz.

Quantos aviões decolam em Congonhas?

O aeroporto de maior movimento é o de Congonhas (zona sudoeste da capital), que tem perto de 450 poucos e decolagens diariamente -a maior marca nacional. Esses movimentos envolvem 225 aviões. No Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, perto de 200 aviões pousam diariamente.

Como está a situação do Aeroporto de Congonhas?

Aeroporto de Congonhas opera normalmente, após 2 dias de dificuldades.

Por que Congonhas fecha?

Como é sabido, o Aeroporto de Congonhas, na capital paulista, tem horário de funcionamento limitado no período noturno para evitar o ruído aos moradores nos bairros do entorno, mesmo diante do fato de que o terminal aéreo se instalou no local muito antes da ocupação habitacional.

O que o PT privatizou no Brasil?

Na lista estão as empresas: Correios, Eletrobras, Telebras, Casa da Moeda, EBC, Lotex, Codesp, Emgea, ABGF, Serpro, Dataprev, CBTU, Trensurb, Ceagesp, Ceasaminas, Codesa, Ceitec.

Como comprar produtos apreendidos na alfândega?

A Receita Federal realiza leilões de mercadorias apreendidas ou abandonadas por meio do Sistema de Leilão Eletrônico. Qualquer pessoa pode acompanhar os editais de leilão pela internet. Quem desejar participar do leilão deve acessar o Portal e-CAC, conforme detalhado no Manual do Licitante.

Pode vender item de leilão?

A revenda dos produtos adquiridos em leilões da Receita Federal é permitida, mas é preciso ficar atento às tributações. Já quem compra itens revendidos após leilões deve exigir a nota fiscal — afinal, sonegação de imposto é crime.