junho 20, 2024

Quem são as Ganhadeiras?

As Ganhadeiras de Itapuã são história viva, referência cultural batizado com este nome em homenagem às mulheres que desde o século XIX e início do século XX, faziam “lavagem de ganho” (lavando roupas) ou saiam com seus balaios a pé para vender peixe e quitutes pela cidade e assim ganhar o sustento da família.

Como era o trabalho das Ganhadeiras?

"Ajudavam os pescadores a puxar rede, chegavam em casa com a gamela, tratavam o peixe, assavam, enrolavam na folha de banana e levavam para vender nas feiras", diz ela. Nas cidades, os homens escravizados ganhadores eram sapateiros, barbeiros, carregadores.
Em cache

Como surgiu As Ganhadeiras de Itapuã?

Formado por senhoras, crianças e músicos locais, o grupo As Ganhadeiras de Itapuã nasceu da vontade coletiva de resgatar, valorizar e fortalecer a riqueza da identidade cultural do bairro de Itapuã, com base na lembrança das tradições e festejos que marcaram a história desta antiga vila de pescadores.

Onde as Ganhadeiras de Itapuã trabalhavam?

No bairro de Itapuã, cuja comunidade local dependia da pesca, viviam muitas ganhadeiras que ficavam responsáveis por preparar os peixes e outros quitutes para vender pela cidade, outras tantas trabalhavam como lavadeiras nas margens da Lagoa do Abaeté.

Como o bairro de Itapuã se originou?

Parte da literatura a respeito de sua origem conta que por volta de 1552, Itapuã foi considerado um posto fortificado para a proteção do território baiano contra invasões de outros países e que sua ocupação como bairro ocorreu a partir do século XVIII, por volta de 1768.

O que se entende por escravos de ganho?

O termo “negros de ganho” remete aos trocados que ganhavam para transportar. No caso dos escravizados, o 'ganho' era do escravizador, só embolsavam algo se o pagante fosse generoso e o valor extrapolasse o combinado com o patrão.

Como eram chamados os escravos?

Mucama era o nome dado à criada negra (ou escrava) que prestava serviços domésticos para seus senhores. Costumavam ser jovens e belas e, em alguns casos, também serviam como ama de leite para os filhos de seus patrões.

Em que ano foi construído o Farol de Itapuã?

7 de setembro de 1873

O Farol de Itapuã foi inaugurado em 7 de setembro de 1873, com luz branca fixa. Essa data de inauguração foi confirmada no Almanak Laemmert, de 1899, que indicou ser o farol pintado de vermelho.

O que foi a guerra de Itapuã?

A “Guerra de Itapuã” quebrava a dualidade de poderes na região. Os portugueses deixavam de ser os “recém-chegados”, e os americanos eram desalojados da situação de “senhores da terra”. MAESTRI, Mário. Terra do Brasil: a conquista lusitana e o genocídio Tupinambá.

Quando o grupo das Ganhadeiras de Itapuã foi formado?

março de 2004

"Ganhadeiras de Itapuã" é um grupo cultural fundado em março de 2004, com o objetivo de manter vivos os costumes e história do bairro de Itapuã, em Salvador.

Qual é o significado da palavra Itapuã?

Na língua tupi-guarani ita significa pedra e puã significa choro,gemido: Itapuã. Há também outra interpretação que diz ser Itapuã em tupi, um rochedo que se ergue, a pedra que ergue a cabeça redonda acima das águas na margem do oceano.

Quem eram os escravos de ganho E o que eles faziam?

Os escravos de ganho, no contexto do Brasil colonial e do Império, eram escravos obrigados pelos seus senhores a realizar algum tipo de trabalho nas ruas, levando para casa ao fim do dia uma soma de dinheiro previamente estipulada.

Como surgiram os escravos de ganho?

Escravos de ganho

Havia casos em que proprietários alugavam seus escravos para terceiros. Eles eram chamados de “escravos de ganho” ou “de aluguel”. Os trabalhos exercidos por eles dependiam das necessidades de mercado e daquilo que o senhor permitisse. Os que se tornavam vendedores eram bastante numerosos.

Quais são os três tipos de escravidão?

Confira cinco exemplos levantados pela organização:

  • 1) Indústria da pesca e de frutos do mar.
  • 2) 'Fábricas de maconha' e salões de unha.
  • 3) Escravidão sexual.
  • 4) Obrigados a mendigar.
  • 5) Em propriedades particulares.

O que os senhores faziam com as escravas?

Secretamente, proprietários de escravos estupravam as mulheres escravizadas e quando a criança nascida crescia e alcançava uma determinada idade onde já pudesse trabalhar nos campos, eles tomavam seus própri… os filhos e transformavam em escravos.

Quais são os três faróis de Salvador?

Conheça aqui os 3 faróis de Salvador.

  • Farol da Barra. Do alto do Farol da Barra. Museu Náutico de Salvador Foto: Amanda Oliveira. O Farol da Barra faz parte do Forte Santo Antônio da Barra. …
  • Farol de Itapuã Praia de Itapuã. Salvador, Farol de Itapuã como cenário. …
  • Farol do Humaitá Farol Ponta do Humaita. Foto: Fábio Marconi.

Porque o nome Itapuã?

A origem do nome Itapuã vem da língua tupi e tem como significado "pedra que ronca", moradores antigos relatam que existia uma pedra que, antes de se partir, roncava na maré vazante. Localizada em uma espécie de enseada formada por águas límpidas, o bairro de Itapuã tem o mar tranquilo e uma orla repleta de coqueiros.

Que grupo lutou contra os baianos?

O Caboclo e a Cabocla representam o exército que lutou na guerra formado por soldados regulares e voluntários, brancos pobres, tupinambás, negros libertos e pessoas escravizadas enviadas pelos seus senhores. Por todo o caminho, essas duas figuras simbólicas recebem dos passantes flores, frutas e bilhetes com pedidos.