junho 25, 2024

O que é concordância e exemplos?

Concordância verbal é a relação estabelecida de forma harmônica entre sujeito e verbo. Isso quer dizer que quando o sujeito está no singular, o verbo também deve estar; quando o sujeito estiver no plural, o verbo também estará. Exemplos: Eu adoro quando as flores desabrocham na Primavera.

Quais são as palavras de concordância?

Concordância Nominal

  • Um substantivo acompanhado (determinado) por mais de um adjetivo: os adjetivos concordam com o substantivo. …
  • Bastante – bastantes. …
  • Anexo, incluso, obrigado, mesmo, próprio. …
  • Muito, pouco, caro, barato, longe, meio, sério, alto. …
  • É bom, é necessário, é proibido. …
  • Menos, alerta, pseudo.

Em cache

O que é concordância nominal de 3 exemplos?

Na concordância nominal, como regra geral, o substantivo (ou pronome substantivo) concorda em gênero e número com o adjetivo, artigo, numeral, pronome adjetivo ou particípio a ele relacionados. Veja os exemplos: Basquiat era um pintor americano. Basquiat e Warhol eram artistas americanos.

Como identificar a concordância?

A concordância verbal faz referencia ao verbo em relação ao sujeito, o primeiro necessariamente deve concordar em número – singular ou plural – e pessoa – 1°, 2°, 3° – com o segundo. Por sua vez, a concordância nominal se refere ao substantivo e suas formas relacionadas: adjetivo, numeral, pronome, artigo.

É ou são exemplos?

Se é a representação numérica de soma ou “dias”, então é plural. Assim também ocorre com as horas: São cinco horas da tarde. O verbo ser (são) concorda com o predicativo (cinco). Eram três da tarde.

Quais são as 7 regras da concordância verbal?

Confira quais são:

  • Um substantivo + um adjetivo.
  • Mais de um substantivo + um adjetivo.
  • Concordar com o substantivo mais próximo.
  • Concordar com todos os substantivos.
  • Inserir o artigo antes do último adjetivo.
  • Inserir o artigo concordando com o substantivo no plural.

O que é concordância em uma frase?

Você sabe o que é concordância? Chamamos de concordância o princípio sintático segundo o qual, na frase, as palavras determinantes adaptam-se às palavras das quais dependem. Isso significa que os nomes e os verbos de uma oração devem concordar com os demais termos, caso contrário, a concordância ficará prejudicada.

Como saber se a frase tem concordância verbal?

A regra geral é: o verbo concorda em número e pessoa com o sujeito da oração. 1. Quando o sujeito é representado por expressões partitivas (a maioria de, parte de, uma porção de, metade de) acompanhadas por nome, o verbo pode concordar com o partitivo ou com o nome.

Onde está o erro de concordância?

O erro de concordância verbal existe quando não há harmonia entre o sujeito gramatical e o verbo, em pessoa e número. Portanto, é correto dizer ou escrever “ele estuda”. Ao contrário, se torna um erro afirmar “Ele estudam” ou “Eles estuda”.

Tem exemplos?

A palavra “têm”, por sua vez, será utilizada sempre que conjugarmos o verbo na 3ª pessoa do plural: Eles ou elas têm. Exemplos: Eles têm uma casa na praia. Os pais têm orgulho dos filhos.

Deve exemplos?

Dúvidas de Português. A palavra deve também é forma derivada do verbo dever, com sentido de ser obrigado a alguma coisa, a saber: Na 3ª pessoa do singular do presente do indicativo: ele deve aparecer amanhã na festa, Na 2ª pessoa do singular do imperativo afirmativo: tu deve arrumar tuas coisas.

Quais são os erros da concordância verbal?

O erro de concordância verbal existe quando não há harmonia entre o sujeito gramatical e o verbo, em pessoa e número. Portanto, é correto dizer ou escrever “ele estuda”. Ao contrário, se torna um erro afirmar “Ele estudam” ou “Eles estuda”.

Qual o erro de concordância na frase?

O erro de concordância verbal existe quando não há harmonia entre o sujeito gramatical e o verbo, em pessoa e número. Portanto, é correto dizer ou escrever “ele estuda”. Ao contrário, se torna um erro afirmar “Ele estudam” ou “Eles estuda”.

Como corrigir erros de concordância verbal?

1 – Concordância verbal

Por outro lado, escrever “elas trabalhou ontem” está errado, tendo em vista que o sujeito está no plural e o verbo no singular. Para evitar esse equívoco, sempre cheque o sujeito e garanta que o verbo está seguindo o singular ou plural de forma adequada.

Como não errar concordância verbal?

Na concordância verbal, o verbo precisa adaptar-se à conjugação do verbo em número (singular ou plural) e também adaptar-se à pessoa do sujeito que pode estar na primeira, segunda ou terceira pessoa.

Porque voo não tem mais acento?

De acordo com a nova ortografia, não devemos acentuar as palavras terminadas nas vogais dobradas “eem” ou “oo”.

Como saber se a concordância verbal está correta?

A regra geral é: o verbo concorda em número e pessoa com o sujeito da oração. 1. Quando o sujeito é representado por expressões partitivas (a maioria de, parte de, uma porção de, metade de) acompanhadas por nome, o verbo pode concordar com o partitivo ou com o nome.

Em qual frase há um erro de concordância verbal *?

Resposta: Letra A, o certo seria "eu E meu amigo Paulo entramos na sociedade". “… não deixe que eles peguem.”