julho 21, 2024

Qual o Cid de DIP?

Categorias do grupo entre Grupo entre N70 e N77 do Capítulo XIV

Código Descrição
N71 Doença inflamatória do útero, exceto o colo
N710 Doença inflamatória aguda do útero
N711 Doença inflamatória crônica do útero
N719 Doença inflamatória não especificada do útero

Em cache

O que causa a doença DIP?

É uma síndrome clínica causada por vários microrganismos, que ocorre devido à entrada de agentes infecciosos pela vagina em direção aos órgãos sexuais internos, atingindo útero, trompas e ovários e causando inflamações. Esse quadro acontece principalmente quando a gonorreia e a infecção por clamídia não são tratadas.
Em cache

O que é paciente DIP?

Doença inflamatória pélvica é uma infecção polimicrobiana do trato genital feminino superior: colo do útero, útero, tubas uterinas e ovários; podem ocorrer abscessos. A doença inflamatória pélvica pode ser causada por infecções sexualmente transmissíveis.

Quais são as doenças da DIP?

Como já falamos acima, a Doença Inflamatória Pélvica (DIP) é uma infecção que está associada, principalmente, às bactérias causadoras da gonorreia e da clamídia e, em alguns casos, pela bactéria Mycoplasma genitalium, que são transmitidas sexualmente.

O que acontece se não tratar DIP?

Sem tratamento, o problema só tende a piorar, podendo se tornar uma infecção grave e séria. Algumas das consequências mais sérias da DIP são o bloqueio das trompas, a peritonite (uma infecção abdominal grave), abcessos, gravidez tubária (quando o feto se desenvolve fora do útero).

O que é DIP como ela é tratada?

O tratamento da DIP é definido de acordo com o agente transmissor da infecção. Se ela for causada por bactérias, a doença é tratada com antibióticos. Nos casos mais graves pode ser necessário a internação e a administração de antibióticos por via endovenosa.

Como a DIP se manifesta?

A DIP manifestase por dor na parte baixa do abdômen (no “pé da barriga” ou baixo ventre). Também pode haver corrimento vaginal (do colo do útero), dor durante a relação sexual, febre, desconforto abdominal, fadiga, dor nas costas e vômitos.

Como se transmite a DIP?

Essa infecção pode ocorrer por meio de contato com as bactérias após a relação sexual desprotegida. A maioria dos casos ocorre em mulheres que tem outra DST, principalmente gonorreia e clamídia não tratadas.

Quanto tempo leva para curar DIP?

​Diagnóstico, tratamento e prevenção da DIP

O tratamento da DIP, inicialmente, é feito com antibióticos via oral ou por injeção durante duas semanas. O profissional também pode prescrever repouso, abstinência sexual e a retirada do DIU, quando houver.

Estou com DIP posso ter relação?

O tratamento depende da gravidade e do estágio em que a DIP se encontra. Geralmente o tratamento com antibióticos é suficiente, porém, em casos mais graves, a intervenção cirúrgica pode ser necessária. Durante o tratamento, deve-se evitar relações sexuais, e o parceiro deve ser tratado também, para evitar a reinfecção.

Quando a DIP é grave?

A doença, quando não tratada corretamente, pode aumentar o risco de gravidez ectópica, peritonite, infertilidade, formação de abcessos em diferentes órgãos pélvicos e dor pélvica crônica.

Como se contrai a DIP?

Essa infecção pode ocorrer por meio de contato com as bactérias após a relação sexual desprotegida. A maioria dos casos ocorre em mulheres que tem outra DST, principalmente gonorreia e clamídia não tratadas.

Qual exame fazer para saber se tem DIP?

O diagnóstico da DIP é feito com base na avaliação dos sintomas relatados pela paciente, em um exame ginecológico — para avaliar a presença de corrimento e outros sinais clínicos — e em exames complementares de imagem. Os exames de imagem incluem: Ultrassonografia transvaginal.

Como saber se a DIP é grave?

Os exames de imagem são importantes ferramentas para o diagnóstico da DIP, já que outras doenças como a endometriose e infecção urinária, por exemplo, também causam dor pélvica. Seu médico também pode solicitar exames laboratoriais como exame de sangue e teste de urina para auxiliar no diagnóstico.

Qual o melhor antibiótico para DIP?

O tratamento de DIP é medicamentoso. O uso de antibióticos como ceftriaxona, doxiciclina e azitromicina, via intramuscular ou oral, é indicado por até 14 dias para anular a ação dos patógenos infecciosos. Diante da confirmação de IST, tanto a paciente quanto seu parceiro devem receber a medicação.