A Vertigo americana anunciou para novembro de 2012 a adaptação de Os homens que não amavam as mulheres (The girl with the dragon tattoo), best seller internacional do sueco Stieg Larsson, que já conta com duas adaptações para o cinema. E para 2013 e 2014, anunciou também A menina que brincava com fogo (The girl who played with fire) e A rainha do castelo de ar (The girl who kicked the hornet`s nest). Por enquanto não há previsão de lançamento no Brasil.

A adaptação foi totalmente autorizada pelos representantes do autor original (já falecido) e conta com roteiros de Denise Mina, arte de Leonardo Manco e Andrea Mutti, e como capista ninguem mais ninguém menos do que Lee Bermejo, o desenhista responsável por um dos visuais mais tenebrosos do Coringa nos quadrinhos.

A trama do primeiro livro gira em torno da problemática Lisbeth Salander (que é uma hacker investigadora) e do jornalista investigativo Mikael Blomkvist, ambos tentando descobrir o paradeiro de uma garota. O thriller policial aborda assassinatos, torturas, sadismos, rituais e crimes corporativistas de uma maneira que é difícil parar a leitura. Se tais elementos não puderam ser tão bem representados no cinema, talvez nos quadrinhos tenham mais liberdade visual e narrativa para trazer o melhor de Stieg Larsson para seus fãs ou para novos leitores.

 

— Guido queria ser um personagem de histórias em quadrinho. Depois de ler Will Eisner se contenta em ser um personagem de uma história sem quadros.