"Eu não estou bem."
"Eu REALMENTE não estou bem".

 

É preciso uma imensa coragem para dizer estas duas afirmações, principalmente a ênfase da segunda afirmação. Admitir que há algo de errado consigo mesmo é praticamente uma intimação ao ego para que ele caia em si e pare de ficar lá nas alturas. E claro, admitir que algo está errado é o primeiro passo para entender e tentar resolver qualquer tipo de situação.

E é com essas duas afirmações que a história de Terapia começa.

imagem3

Terapia é uma webcomic ligada ao portal Petisco, com atualizações nas quarta-feiras e tem o roteiro assinado por Rob Gordon, Marina Kurcis e a arte por Mario Cau.

Na trama, um jovem com seus vinte-e-poucos anos tenta entender as suas mais diversas angustias nas sessões com seu terapeuta. Através destas consultas, conhecemos um pouco mais sobre alguns dos tormentos desse jovem, seus sonhos, frustrações, medos, incertezas e uma das suas paixões: o blues.

A série completou dois anos de publicação recentemente e, no ano de 2012, ganhou um bem merecido troféu HQ Mix de Melhor Web Quadrinho e, a cada semana, cativa cada vez mais leitores. 

Entretanto, o que Terapia tem assim de tão especial que a torna assim tão cativante?

imagem1

Eu poderia falar por horas e horas sobre os mais diversos méritos que responderiam a pergunta acima, mas destacarei apenas dois: o primeiro está ligado ao próprio enredo e na forma como ele é construído no decurso da história. São retratos de situações e sensações tão comuns neste mundo louco, que logo de cara há uma identificação que faz com que esperemos ansiosamente pela quarta-feira seguinte. Em uma conversa com o desenhista Mario Cau sobre essa identificação, ele comentou o quão impressionado ficara com a quantidade de leitores que se reconheceram na história, pessoas dos mais diversos lugares, dos mais diversos grupos que possuem em comum apenas a sensação de que Terapia é contada especialmente para cada uma delas. 

Em segundo, está o belíssimo trabalho artístico do Mario Cau, um desenhista de mão cheia e modelo a ser seguido – não apenas como profissional, mas como pessoa também. É de um prazer enorme acompanhar seus comentários sobre o processo criativo das páginas de Terapia e ver o resultado das suas pesquisas nos mais diversos "easter-eggs" que frequentemente aparecem na série. Obviamente que este sucesso não é apenas fruto do Mario, mas também dos roteiristas, o Rob e a Marina. Juntos, eles conseguiram produzir imagens tão carregadas de significados que encontrar um significante apropriado poderia levar praticamente uma vida inteira. 

imagem4

Atualmente a série encontra-se em um momento de descanso – ou maturação. E aproveitando o sucesso e a proximidade do FIQ 2013 (Festival Internacional de Quadrinhos), os autores resolveram pular da web para as páginas impressas.

O pulo não é novidade: em 2012, um pequeno especial de Terapia fez parte da coletânea impressa das séries integrantes do Petisco. Desta vez, os sete capítulos já publicados na web poderão ser lidos em uma edição especial que conterá alguns extras bem bacanas. 

header

Para viabilizar esta edição, a Marina, o Rob e o Mario iniciaram um projeto de financiamento coletivo no Catarse e até o presente momento, já possui 100 apoiadores. Como uma das coisas mais interessantes nos projetos de financiamento coletivo são as "recompensas", uma forma de presentear quem acredita e financia o projeto, as de Terapia são bem legais, indo de um e-book do livro impresso até um jantar com os autores regados a boa música, comida e conversas sobre a vida.

Confira o video abaixo onde os autores falam do projeto e, logo no banner em seguida, o projeto de Terapia no Catarse:

 

Terapia – Vol. I no Catarse from Mario Cau on Vimeo.

 

Uma dica especial: se você é de São Paulo/Campinas e ficou imensamente interessado na recompensa de R$ 600,00 que é o jantar com os autores, mas acha o valor pesado para uma pessoa só bancar, não se preocupe. Há a possibilidade de você fazer uma pequena vaquinha com mais alguns amigos e então uma pessoa só fazer a colaboração pelo Catarse. Com o grupo organizado, basta avisar aos autores da configuração do investimento que eles irão estruturar o jantar para todos participarem.

 

E se você, caro leitor, está curioso para conhecer mais sobre Terapia, não deixe de conferir os seguintes links:

 

Página de Terapia: petisco.org/terapia/

Fanpage no facebook: facebook.com/terapiahq

Twitter: @TerapiaHQ

— Adalton nasceu no último dia de uma lua cheia, mas acha que isso não tem nenhuma relação com a sua vida; começou comprando quadrinhos por puro modismo - uma edição da Turma da Mônica parodiando Jurassic Park; sua primeira compra consciente foi a edição nº 01 de Batman: A queda do Morcego, ainda formatinho. Acredita que irá terminar a graduação em Letras antes da catástrofe de 2012 e daqui até lá está estudando parte das traduções intersemióticas das peças de Shakespeare já produzidas. E nos interlúdios, tenta produzir roteiros a partir idéias rabiscadas em antigos pedaços de papel.