Tarareba – Contos de Passado e Futuro da mangaká Kyo Hatsuki (a também autora de Love Junkies publicado no Brasil pela editora Jbc) foi um título que por bastante tempo admirei a distância, o que atiçava a minha curiosidade a cada vez que o via exposto na prateleira da comic shop, pois não sabia de que tema tratava o mangá, embora eu estivesse interessado na arte da capa.

Algum tempo se passou e não é que ele veio parar em minhas mãos. Pois é, acabei ganhando-o de presente do meu editor e amigo Lucas Pimenta. Nem preciso dizer que fiquei muito feliz e ao concluir a leitura da obra (de volume único) fiquei ainda mais satisfeito, pois não aguardava por uma conclusão tão bacana, como foi a do mangá.

Em Tarareba, o leitor se depara com uma estrutura narrativa simples e direta dividida em cinco capítulos fechados, exceto pelo quinto e último que tem conexão com os demais. A trama gira em torno das deusas Rinka e Hiten – que divergem completamente de personalidade, já que a primeira é super extrovertida e a outra é demasiadamente séria – cuja missão na terra e possibilitar as pessoas que elas retornem ao passado para consertarem erros de seu passado e, assim, mudarem o futuro do qual se arrependem.

No entanto, aqueles que compactuam com as deusas para voltar ao passado, deverão abrir mão da segunda coisa mais importante de suas vidas, o que é sempre uma surpresa reservada para o final de cada capítulo. Outro ponto interessante na conclusão de cada história são as cenas de diálogo entre Rinka e Hiten, onde procuram entender o comportamento das pessoas com as quais lidam em relação ao amor e outros sentimentos, o que rende reflexões interessantes.

Seguindo por uma temática voltada ao mundo espiritual e alguns elementos da tradição Budista, Tarareba – Contos de Passado e Futuro marca não só a capacidade da artista Kyo Hatsuki em se sair bem em outro gênero de mangá (distante das comédias eróticas que são sua marca registrada) como também surpreende ao concluir a obra com uma mensagem muito bonita, que cabe a cada um o dever de interpretar.

A edição nacional lançada pela Nova Sampa segue o padrão dos mangás publicados pela editora como Ikkitousen, Oldboy, Hitman e Yakuza Girl, a única diferença é o preço um pouco mais caro. 

 

SERVIÇO

Tarareba – Contos de Passado e Futuro

Formato 13,5 x 20,5 cm

176 páginas

R$ 12,90

Editora Nova Sampa

 

FOTOS

Tarareba - Capa [marcada] Tarareba - Lombada [marcada] Tarareba - Verso [marcada]

— Pedro é formado em jornalismo, mas nunca chegou perto de trabalhar na área, pois não gosta de sofrer com pressão e prazos apertados. Também não é muito fã de escrever, na verdade, acredita que não tem o mínimo talento para tal. Mas com o apoio dos amigos e de seus raros momentos de confiança, ele expõe no site um pouco do que pensa sobre: quadrinhos japoneses, games e cinema.