Ambíguo, desolador, assustadoramente real, Ordinário retrata cenas que poderiam ocorrer em qualquer grande cidade. Do bêbado solitário a família falsamente feliz, do menino cruel ao velho babão, nada escapa ao olhar atento e ácido de Sica. Ordinário é um gibi raro.