Por: Hunter (Pedro Bouça)* Votados pela equipe de jornalistas da revista dBD, eles são bem mais comerciais do que os de Angoulême, por exemplo. Eis os vencedores deste ano: Melhor intégrale Tout Jijé 1942, 1945 por Jijé (Dupuis) Prêmio bem válido nesses dias em que tudo está sendo encadernado na França. O último volume da obra completa...