Sempre fico muito contente ao conhecer alguém que não ache estranho um homem de quarenta e poucos anos “ainda” ler gibi. Não que as pessoas falem sobre isso abertamente, afinal ninguém quer ser indelicado, mas as perguntas e olhares deixam claro o quanto o fato parece surpreendente para elas. Quem não estranha, normalmente conhece alguém...