Com frequência ouço este poema de Otacílio Batista musicado por Zé Ramalho, com ou sem música tocando (quando é na minha cabeça, quem canta é Amelinha). Estes versos nos cantam de forma bela e inequívoca a força da mulher, uma força que o patriarcado não entende mas com a qual está prendendo (por bem ou...