Em sua primeira edição, o Salão de Humor Gráfico de Pernambuco realiza uma homenagem às mulheres que trabalham no meio das artes gráficas. A exposição dos trabalhos acontecerá do dia 21 de outubro até 18 de novembro de 2012 na Galeria Janete Costa, em Recife.

 

Confira o release do evento:

 

Artistas do humor gráfico podem preparar lápis e papéis. Estão abertas as inscrições para o concurso do I Salão Internacional de Humor Gráfico de Pernambuco (SIHG-PE), cujo tema será Mulher. Serão três categorias – Cartum, Caricatura e Estudante -, nas quais poderão concorrer artistas gráficos em geral, amadores ou profissionais. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até 1º de setembro no site do SIHG (www.sihg.com.br).

Os vencedores serão conhecidos durante a abertura do Salão, no dia 21 de outubro, na Galeria Janete Costa, dentro do Parque Dona Lindu, em Boa Viagem. Entre os trabalhos submetidos ao concurso, 120 serão selecionados para catálogo do SIHG-PE e exposição, que seguirá aberta ao público no período de 21 de outubro a 18 de novembro. O evento ainda contará com mostra das juradas convidadas, painel com os melhores trabalhos de estudantes e mesa-redonda. Profissionais e pesquisadores das artes gráficas, estudantes, professores, arte-educadores, frequentadores de espaços culturais e o público em geral são esperados no Salão.

Como o tema escolhido para esta edição é dedicado às mulheres, numa iniciativa inédita na história dos salões de humor do País, o SIHG-PE elegeu um corpo de juradas composto exclusivamente por cartunistas, ilustradoras e pesquisadoras do sexo feminino. São elas: a portuguesa Cristina Sampaio; a paranaense Pryscila Vieira; a colombiana radicada na Espanha Nani Mosquera; a também colombiana radicada nos EUA Elena Ospina; a gaúcha Chiquinha (Fabiane Bento Alves Langona); a carioca Clara Gomes e a paulista Sonia Luyten, presidente da Federation of Cartoonists Organisations (FECO-BRASIL). A escolha do tema Mulher para a primeira edição do SIHG-PE visa promover a discussão de gênero dentro do universo das artes gráficas, ainda dominado preponderantemente por homens.

A proposta social e educacional é outro ponto relevante do Salão. Estudantes de escolas públicas de Pernambuco poderão participar diretamente, já que foi criada uma categoria específica para estimular a produção gráfica de crianças e adolescentes com menos oportunidades de inserção nesse ambiente. “A ideia é revelar e reconhecer talentos, estimular a capacidade crítica expressa através do desenho de humor e apontar um caminho profissional para os jovens. Paralelamente, fomenta-se um público apreciador do humor gráfico e o crescimento do setor no Estado”, explica o idealizador do evento, o cartunista Samuca.

Por meio da exposição dos cartuns e caricaturas selecionados, será possível também compartilhar o conhecimento gerado a partir do contato do público com o universo das artes gráficas. Outra ferramenta indispensável de relacionamento e divulgação do evento é o site e o perfil do Salão nas redes sociais, que possibilitará a interação entre artistas e o público através da internet. A realização do SIHG-PE será consolida com a publicação de um catálogo impresso com os trabalhos classificados para a mostra competitiva.

Pernambuco – O I Salão Internacional de Humor Gráfico de Pernambuco (SIHG-PE) pretende reinserir o Estado no calendário cultural e turístico do País no que se refere ao humor gráfico. Apesar de ser referência nacional na área, desde 2007, data da última edição do Festival Internacional de Humor e Quadrinhos, o Estado não conta com um evento de grande porte que destaque os profissionais desse segmento. A partir deste ano, o SIHG vai reocupar esse espaço, retomando a tradição local no setor.

A apresentação de trabalhos de excelência comprovada, provenientes dos mais diversos pontos do Brasil e do mundo, ainda propicia a manutenção da memória humorística nacional e internacional, além de proporcionar o incremento do patrimônio artístico e cultural local.

“Um salão de humor gráfico numa cidade promove o contato entre artistas de diversas áreas das artes gráficas, como designers, desenhistas, pintores, grafiteiros, ilustradores, cartunistas e arte-educadores, movimenta o setor turístico como um polo de entretenimento, e desperta o interesse da população em geral, ajudando a fomentar um público apreciador das artes gráficas. Sem falar no intercâmbio entre artistas locais e internacionais e no incentivo à formação profissional na área”, comenta Samuca.

CATEGORIAS

Na categoria CARICATURA, poderão ser contempladas personalidades femininas de destaque na história e na contemporaneidade. O prêmio é de R$ 6.000 para o 1º lugar. O segundo colocado ganhará R$ 3.000 e o terceiro R$ 1.000.

Já em CARTUM, os participantes deverão levar em conta a natureza do próprio gênero, apresentando uma narrativa expressa através do desenho de humor que satirize o comportamento humano, o cotidiano, a cultura e as situações vividas pelo indivíduo ou pelos grupos sociais. Os prêmios serão de R$ 6.000 para o primeiro colocado, de R$ 3.000 para o segundo e R$ 1.000 para o terceiro.

A categoria ESTUDANTE visa despertar o interesse dos alunos de escolas públicas de Pernambuco pelas artes gráficas, contribuindo para revelar e reconhecer talentos. Para o primeiro lugar na Categoria Cartum Estudante o valor do prêmio será de R$ 1.000 em bônus, para compra de material educacional, e certificado.  O aluno que conseguir o primeiro lugar na Categoria Caricatura também receberá R$ 1.000 em bônus (para compra de material educacional) e certificado.

Serviço

I Salão Internacional de Humor Gráfico de Pernambuco
Inscrições para concurso: de 25 de abril a 1º de setembro no site do SIHG
Mostra: de 21 de outubro a 18 de novembro na Galeria Janete Costa | Parque Dona Lindu

— Adalton nasceu no último dia de uma lua cheia, mas acha que isso não tem nenhuma relação com a sua vida; começou comprando quadrinhos por puro modismo - uma edição da Turma da Mônica parodiando Jurassic Park; sua primeira compra consciente foi a edição nº 01 de Batman: A queda do Morcego, ainda formatinho. Acredita que irá terminar a graduação em Letras antes da catástrofe de 2012 e daqui até lá está estudando parte das traduções intersemióticas das peças de Shakespeare já produzidas. E nos interlúdios, tenta produzir roteiros a partir idéias rabiscadas em antigos pedaços de papel.