remGanhei Remendos de presente de um amigo. A obra, do autor Daniel Cramer, compila várias de suas páginas publicadas inicialmente no site Sushi de Kriptonita, e foi financiada via Catarse. Confesso que apesar de acompanhar o Catarse bastante, a hq havia me passado batida. Pelo lado bom, o fato de eu ter ganho de presente acrescentou um belo valor pessoal, mostrando-se uma bela surpresa.

Como informação prévia, o autor nos entrega:

"A cada tombo e a cada queda,
cicatrizes e remendos.
Não os escondo.
Não são fraquezas,
são troféus. "

É pouca informação, mas sintentiza muito bem o que hq apresenta. Diversas experimentações de temas e traços em histórias, tiras, ilustrações e poemas gráficos que de início parecem remendos, mas se revelam troféus. Ideias, sentimentos, tentativas, erros e acertos, trazidos com uma certa timidez inicial, mas que aos poucos te conquista e revela a coragem do autor em se expor. Cramer se expõe em apostar em algumas cenas que dependem de o leitor se identificar com a situação. E acerta, pois é impossível não se identificar com nenhuma das páginas.

Gostei de algumas artes mais do que outras, de alguns temas mais que outros também. As vezes parece que a hq é feita por mais de um artista, o que aqui funciona muito bem. No entanto, fiquei curioso para ver o trabalho do autor em uma outra obra que siga um só padrão, com um boa expectativa do resultado. O livro também peca um pouquinho na edição: poderia conter um pouco mais de informação sobre o autor e apresentar seu site, tão acompanhando na internet. Mas sendo a obra publicada de forma independente, não chega a prejudicar o objetivo maior de ser simples e verdadeira. Aliás, como bom independente, Remendos pode ser comprada com o autor aqui.

Remendos é sobre se conhecer, conhecer pessoas e mecher com o sentimento delas. Fica a vontade de presentear pessoas queridas e continuar o ciclo.

cr2

cr3

— Guido queria ser um personagem de histórias em quadrinho. Depois de ler Will Eisner se contenta em ser um personagem de uma história sem quadros.