Recebemos Dies Irae, assinado pelo coletivo Tesla. O grupo, de Caxias do Sul (RS), é formado por Rafael Rodrigues (escritor), Adan Marini (ilustrador), Thiago Danieli (ilustrador), ds1Frank Tartarus (escritor e ilustrador) e Luciana Lain (colorista).  

Inicialmente lançado em formato digital, a hq ganhou versão impressa encadernada – com 104 páginas onde os autores e ilustradores se revezam nas oito partes da história. Dies Irae é financiado pelo fundo municipal de cultura de Caxias do Sul, o Financiarte.

Confira a sinopse da obra:

“Amanhã. Numa época onde os limites entre real e virtual são frágeis como a linha que divide verdade e mentira, uma chuva de mortos, composta por deuses de diversas culturas humanas, cai sobre o planeta, espalhando destruição e pondo em xeque aquilo que conhecemos por realidade. Enquanto governos tentam manter segredos, pessoas comuns são afetadas de diferentes formas e buscam sentido na luta pela sobrevivência em meio àquela que pode ser a última história da humanidade.”

O título da hq vem do latim, “Dia de Ira”, famoso réquiem bíblico. À primeira vista, o formato (17x25cm) e alguns aspectos gráficos remetem ao clássico quadrinho argentino “El Eternauta”. Já a trama lembra um pouco o que Jonathan Hickman vem trabalhando em “Guerras Secretas”, mas vale dizer que esta saga da Marvel é posterior ao lançamento de Dies Irae na internet. O que quero dizer é que esta hq foge bastante das temáticas que vêm sendo trabalhadas no mercado brasileiro de quadrinhos, o que por si só já vale uma conferida.

ds3

Informações:

Tesla HQ (https://www.facebook.com/teslahq/?fref=ts)

Marcelo Aramis | (54)9246.8383

Valquíria Vita | (54) 9711.4447

O valor de capa é R$ 25.

10984190_449546928589174_6344002299278392523_o

— Guido queria ser um personagem de histórias em quadrinho. Depois de ler Will Eisner se contenta em ser um personagem de uma história sem quadros.