Um dos grandes nomes do quadrinho nacional também vai marcar presença no estande do Quadro a Quadro, autografando o seu grande lançamento desse ano, o álbum Carcará. 

 

 

José Aloísio Nemésio Brandão Vilela de Castro ou simplesmente Aloísio de Castro, nasceu na capital paulista em janeiro de 1955; muitos gibis, filmes de ficção, aventura e seus inúmeros personagens povoaram sua infância e adolescência na cidade de Sorocaba, interior de São Paulo, onde reside até hoje.

Publicitário e ilustrador, Aloísio de Castro trabalhou no Jornal Cruzeiro do Sul no início da década de 80, produzindo cartuns diários, ilustrações e anúncios para o jornal. Criativo e entusiasmado com a propaganda, estagiou e trabalhou em grandes agências de propaganda, Alcântara Machado, SGB, entre outras.  Em 1985, aceitou o convite do Metrô de São Paulo para integrar a equipe voltada ao desenvolvimento de ações de comunicação para os usuários do sistema, criando, desde então, inúmeras campanhas e personagens para esse fim. Publicou histórias de terror na famosa CALAFRIO, fez parte das últimas edições da revista FRONT Quadrinhos (prêmio HQMix de 2007), foi corroteirista do filme CASSIOPÉIA, o primeiro desenho animado totalmente feito por computação gráfica e foi um dos roteiristas da equipe do humorista Ronald Golias. Convidado juntamente com outros grandes artistas gráficos, Aloísio desenhou/ilustrou página da Novela Gráfica Prontuário 666 – Os anos de cárcere do Zé do Caixão, homenageando, cada um no seu estilo e toque pessoal, à personagem macabra que é Zé do Caixão.
 
Sempre pesquisando as histórias do Brasil e os grandes mestres do traço como o incomparável Sérgio Toppi (a quem dedicou as páginas do GRINGO, O ESCOLHIDO, seu primeiro trabalho autoral), Dino Battaglia, José Ortiz, Guido Crepax, Scott Hampton, Serpieri, Manara e tantos outros, Aloísio de Castro acredita na riqueza do folclore brasileiro, fonte inspiradora para suas histórias, paixões, heróis e vilões.
 
 

Veja também:

Parte 1 – Flávio Luiz

Parte 2 – Wellington Srbek

Parte 3 – André Leal

Parte 4 – Felipe Soares

Parte 5 – Wendell Cavalcanti

Parte 6 – Marcelo Lima

Parte 7 – Dennis Oliveira

Parte 8 – Oliver Borges

 

— Lucas Pimenta queria ser Martin Mystère. Não queria uma pistola de raios e sim a capacidade de enrolar uma noiva da mesma maneira...