Muito se disse na última semana sobre o prêmio HQMix, edição 2010.

A essa hora todos sabem quem são os vencedores, quais obras foram premiadas, quem levou, quem não levou.

No mundo virtual e nos bate papos a discussão não pára.

A intenção do Quadro a Quadro não se limita ao simples anúncio dos vencedores, também não vamos discutir aqui cada uma das obras, que já passaram pelo crivo dos votantes.

Este é um post de balada. No caso uma balada bem diferente: a entrega do prêmio HQMix para os melhores trabalhos de 2010.

Numa ponte São Paulo – Salvador, atualizaremos este post à medida que as coisas forem acontecendo.

Lillo Parra ficará responsável pelo texto base, que será atualizado a cada 15 minutos em média.

Lucas Pimenta irá trabalhando a formatação, inserindo links e corrigindo eventuais erros desse escriba inapto.

Marcello Fontana será o responsável por adicionar imagens das obras.

E lá vamos nós!

(vá dando F5 ao fim de cada bloco para verificar as atualizações).

 

19:27

Enquanto a galera começa a se aglomerar na frente do teatro do SESC Pompéia, em São Paulo, uma grata surpresa a quem compareceu ao evento.

Uma não, várias gratas surpresas…

O folder do evento, acompanhado de um jornal da edição deste ano.

O Gibi do GLauco – o homenageado deste ano – cortesia da Folha de São Paulo.

Uma Revista Mutação e outra Brasileiros – colaboradores do evento.

E…

UM JOGO DE CARDS!

20 cards exclusivos do evento, com várias personalidades dos quadrinhos brasileiros de hoje e sempre:

1 – Angelo Agostini.

2 – Flavio Coli.

3 – Laerte.

4 – Angeli.

5 – Glauco.

6 – Carlos Estevão.

7 – Ziraldo.

8 – Maurício de Souza.

9 – Jô Oliveira.

10 – Edgar Vasques.

11 – Nico Rosso.

12 – Deodato.

13 – Fabio Moon & Gabriel Bá.

14 – Alain Voss.

15 – Paulo Caruso.

16 – Henfil.

17 – Cahu.

18 – Rodolfo Zalla.

19 – Jayme Cortez.

20 – Fernando Gonsales.

 

Tem tudo para ser uma coleção memorável…

 

19:44

Toca o 3º sinal…

Começa o 23º HQMix!

No telão o documentário Angeli 24 horas.

Chega a ser devastadora a urbanidade do Angeli. É sempre uma delícia rever – desta vez no telão, com comentários do autor – personagens que embalam a infância e adolescência da molecada há quase 30 anos.

 

20:06

E para quem quiser acompanhar o texto daqui com imagens ao vivo, entre na página da Revista Brasileiros no face, dê curtir, e usufrua uma experiência multimídia!

20:11

Nada mais apropriado, a Banda Altas Horas entra rasgando com Spider Man, do Ramones.

Saudades da Fofinho aqui em Sampa…

20:13

Marcelo Alencar, presidente da Comissão do HQMix, começa o discurso de abertura.

Um pouco da história do prêmio e a bem lembrada marca: o HQMix está prestes a completar 1/4 de século!

Não é pouca coisa.

 

20:16

Serginho Groisman, com a simpatia de sempre, chama ao palco a diretora do filme Angeli 24 horas – Beth Formaggini.

O filme já está a venda no HQMix.

 

20:19

Para quem esteve em Plutão na última semana, o troféu deste ano é o Geraldão, imortal criação do genial Glauco, reproduzido com uma perfeição impressionante por Olinto Tahara.

 

20:21

No palco, Beatriz Galvão e Ipojuca, viúva e filho do Glauco.

Às vezes ainda é difícil acreditar como um gênio desta monta partiu de maneira tão abrupta. Triste lembrar, mas é uma justa homenagem a um dos traços mais anarquicos que o país já conheceu.

Fernanda Mena, editora da Folha de São Paulo, sobe ao palco para entregar os troféus aos familiares.

Emocionante, belo e imortal.

 

20:27

Elisa Maria Americano, gerente do SESC Pompéia, agradece ao público a realização de mais esse HQMix.

 

20:28

 

E começam as premiações!

 

Na categoria Publicação de Aventura/Terror/Ficção, Carol Motta, editora da Panini, sobe ao palco para receber o prêmio pela revista Vertigo.

Na categoria Mídia sobre Quadrinhos, Sidney Gusman estende o agradecimento a todos que ajudam a divulgar quadrinhos no Brasil.

 

20:33

Paulo Ramos discursa sobre a importância dos quadrinhos argentinos pela premiação de seu Bievenido.

João Montanaro (cacete! o moleque não pára de crescer), com aquela sinceridade desconcertante de quem tem 15 anos, arranca risos da platéia e não deixa de agradecer a todos (todos mesmo) pelo prêmio. É isso aí!

 

20:36

Neste ano uma nova categoria: La Fiesta Pagana recebe o prêmio de Destaque Latino Americano. Cortesia de Jozz, que rodou a América Latina recolhendo material. Tomara que alguma editora se interesse e publique isso por aqui. Faltam gibis latino americanos! O mercado só tem a crescer com isso e o intercâmbio entre os diversos mercados é essencial nesta escalada que os quadrinhos nacionais estão tendo nos últimos anos.

 

20:40

E pra quem gosta de sacanagem: Maria Erótica, da Peixe Grande.

E Toninho Mendes, seu editor, promete mais sacanagem daqui pra frente e anuncia uma Enciclopédia do Quadrinho Nacional.

E chama todo mundo pra participar…

Convite feito!

 

20:43

José Mendes André recebe o prêmio pela tese em doutorado Quem não chora não mama! – Panorama do Design Brasileiro através do Humor.

Fernanda Mena, sobe novamente ao palco para falar do Gibi do Glauco, ganhador da categoria Publicação de Charges.

 

20:46

Laerte é ovacionado ao subir ao palco.

Exuberante (é sério), recebe o prêmio da categoria Tira Nacional.

Mas seu prêmio é imediatamente esquecido pois, em seu discurso, não agradece o prêmio simplesmente, aproveita a oportunidade para prestar sua homenagem ao amigo Glauco.

Chorão do jeito que sou, saio daqui lavado em prantos nesta noite…

 

20:50

Cristiano Borges Lopes, representando o Ministério da Cultura, sobe ao palco para falar das leis de fomento à produção de quadrinhos.

Em pauta: os direitos autorais.

 

20:59

Categoria Grande Contribuição, Mauro Munhoz sobe ao palco representando a FLIP. Outro prêmio bastante apropriado, a Festa Literária Internacional de Paraty nunca se esqueceu dos quadrinhos.

 

21:01

Gustavo Duarte, dando uma de capitão de seleção de cartunistas, levanta a taça, digo, o prêmio. Emocionado, faz um discurso sincero e divertido pelo prêmio de publicação independente. Mesmo pego de surpresa com a entrega simultânea de sua segunda premiação da noite (Cartunista), não perde o rebolado e ainda rouba uma das meninas que auxiliam na entrega dos troféus pra apresentar pros pais (que estão na platéia). De um cara que escreve um gibi como Taxi, não podíamos esperar outra coisa…

 

21:05

Maurício aparece no telão para agradecer pela premiação na Publicação Mix, pelo seu MSP+50. Sidão subiu ao palco para receber o troféu.

Angeli não pôde aparecer para receber seu prêmio de Chargista. Uma pena, mas o Laerte o representou e – para variar – arrancou gargalhadas da platéia.

 

21:10

Um momento daqueles que só um prêmio como o HQMix pode oferecer.

Teatral, impiedoso, cruel…

No palco: Zé do Caixão! Acompanhado de sua filha Lis Vamp.

Pensa que o cara só entende de cinema e de cadáveres?

Nada, o cara é colecionador de quadrinhos há mais de meio século! Em seu discurso, a lembrança de dois gênios: Jayme Cortez e Eugênio Colonesse.

Outro momento inesquecível, divertido e emocionante numa noite que já coleciona vários!

 

21:18

E com toda a solenidade que o momento requer: a praga de Zé do Caixão!

Para todos aqueles que não apoiam a cultura: que o cabelos deles se convertam em ácido e desçam comendo e derretendo tudo!!!

 

21:24

Rodrigo Rosa  e Carlos Ferreira  recebem o prêmio de melhor adaptação por Os Sertões – A Luta, que teve resenha aqui no QaQ.

Aliás, um gibi excepcional.

 

21:28

E o Serginho não deixa o Rodrigo sair…

Ficou pra receber o prêmio do Bar Tutti Giorni, do Nani: o troféu Homenagem Especial.

 

21:30

E só pra não esquecer: a Revista Brasileiros está transmitindo na íntegra. E na semana que vem vai soltar na rede. No Iutubi! Baixar e guardar…

 

21:32

Biratan recebe na categoria Salão e Festival. Ricardo Soares na categoria Publicação de Caricaturas pelo divertido Bravo – Literatura & Futebol.

 

21:34

É no palco, com o troféu de Grande Mestre, Paulo Caruso.

É cartunista, mas poderia ser humorista e não deveria nada a ninguém. Divertido, simpático, arrancou risos da platéia com as sempre esperadas – e deliciosas – piadas sobre gêmeos.

 

21:38

Sérgio Gomes, diretor da Oboré, sobe ao palco.

Encartado na revista Mutação, uma foto ampliada em tamanho A3 com toda – TODA  – a turma de 1982 da Revista Oboré.

Uma homenagem daquelas…

Cacete! Vou protestar na próxima edição. O QaQ não pode colocar um chorão pra cobrir essas coisas.

 

21:42

Flavio Luiz recebe o prêmio na categoria Publicação Independente.

Artista talentoso, baiano dos bons, gente boa e amigo dos amigos. Merecido!

 

21:44

Na tese de Mestrado, Suehiro Maruo – o sublime e o abjeto como estética da existência, de Marcia Casturino.

Na categoria Web Quadrinhos, Raphael Salimena sobe ao palco para receber o prêmio pelo seu Linha do Trem.

 

21:47

Um pequeno acidente envolvendo o câmera.

Nada grave, só um tombo, mas deve ter doído pacas. Espero que fique tudo bem com o cara.

 

21:48

Gomez e Daniel Carvalho sobem ao palco para receber o prêmio de Projeto Editorial.

E no telão, Allan Sieber encanta a platéia com o seu irreverente depoimento. Não estava ao vivo, mas é como se estivesse. Merecido prêmio de Cartunista.

 

21:51

E só melhora. No palco agora Fernando Gonsales recebe o premio na categoria Publicação de Tiras, pelo sempre genial Niquel Náusea (A vaca foi pro brejo atrás do carro na frente dos bois).

 

21:54

Sobe ao palco o grande ganhador da noite: Danilo Beyruth (Desenhista, Roteirista e Edição Especial). No telão, Jaguar, gravado direto do Rio de Janeiro, presta sua homenagem a Danilo, e de quebra diverte a platéia.

Danilo sobe ao palco acompanhado de seu filho. Do seu jeito simples e meio caladão, agradece a todos. E ainda ajuda o Serginho a puxar um "Parabéns pra Você" pelo aniversário da filhota Iris, que estava na platéia. Baita noite a do cara, parabéns!

 

22:02

Os gêmeos Moon e Bá sobem ao palco para receber o prêmio de Destaque Internacional e contam um pouco da trajetória da dupla.

 

22:06

Categoria Produção em Outras Linguagens: Malditos Cartunistas, de Daniel Garcia e Daniel Paiva.

Não sei se vai desbancar Capitão América, Conan ou Thor, mas é sucesso absoluto: assistido por 98% da classe!!!

 

22:09

Aos gritos de gostoso, lindo e mais um monte de baboseira (não sei de onde as meninas tiram isso) sobe ao palco para receber seu prêmio na categoria Novo Talento – Desenhista, o talentosíssimo Felipe Massafera.

Talentoso sim, bonito é só na opinião das meninas.

(Cacete! o grito de "Gostoso" veio do lado que a minha esposa tá sentada!)

 

22:12

Daniel Galera sobe ao palco para receber o prêmio da categoria Novo Talento – Roteirista.

Num discurso sincero e emocionado, divide o prêmio com o Rafael Coutinho, seu parceiro em Cachalote.

 

22:14

Sergio Chaves e Lidia Basoli sobem ao palco para receber o prêmio na categoria Publicação Independente de Grupo, pela sempre bacana Café Espacial.

 

22:16

Na categoria Exposição, Zélio sobe ao palco e Ziraldo aparece no telão. Pela exposição Zeróis – Ziraldo na Tela Grande.

 

22:18

Uma das grandes surpresas do ano: Pequenos Heróis, na categoria Publicação Infantil/Juvenil.

E o Estevão Ribeiro veio acompanhado de toda a galera: Mario Cesar (o Vitor Cafaggi não pode, tá trabalhando), Davi Calil, Raphael Salimena, Fernanda Chiella, Jaum, Ricardo Leite, Dandi (o Emerson Lopesquebrou a mão) e Leo Finocchi.

E a Fernanda dá um shou e manda o recado: Meninas, não tenham medo de invadir esse espaço repleto de meninos!

E o Estevão lê um discurso emocionado sobre o que se é fazer quadrinhos e o que foi fazer esse Pequenos Heróis.

Genial. mais um daqueles momentos que só acontecem no HQMix.

 

22:26

A L&PM recebe o prêmio da categoria Publicação de Clássico pelo excelente Peanuts Completo.

Na categoria Homenagem Especial, o prêmio foi para a Revista Ilustrar.

 

22:29

Caras, em algum momento o Joe Sacco (um dos preferidos de todos no QaQ) ganhou o prêmio de Roteirista Estrangeiro. Mas eu perdi o bonde. Desculpem…

 

22:31

Leonardo Poglia Vidal, leva o prêmio pelo Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) O Quixote de Cerveisner.

Silvio Alexandre, pela Casa 21, recebe o prêmio do Rio Comicon pela categoria Evento.

Ranxerox (finalmente republicado no Brasil) ganha na Edição Especial Estrangeira. Quem recebeu foi o Marcelo Salles, da Conrad.

 

22:35

A editora do ano: Cia das Letras – Quadrinhos na Cia.

Um dos prêmios mais esperados da noite. Subiram ao palco Lilia Schwarcz, Vanessa Ferrar e Helen Nakao.

Entre novos anuncios (a publicação de Rê Bordosa Completo) e agradecimentos, uma coisa chama a atenção: a valorização de uma busca constante pelo talento nacional. Oxalá, meninas!

 

22:39

Sobem ao palco Sonia Luyten e Ana Von Rebeur para anunciar a criação da FECO-BRASIL.

Proposta de mais gente lutando pela valorização de nossos profissionais. É isso aí!

 

22:42

E o HQMix está chegando ao fim…

Marcelo Alencar chama toda comissão ao palco e juntos terminam mais esse HQMix, ao som da Banda Altas Horas!

 

Para nós do QaQ posso garantir que foi um prazer, uma diversão e uma honra assistir o HQMix daqui, colado no palco, escrevendo que nem maluco, rindo das piadas e tentando – na medida do possível – passar um pouco da loucura e delicia que é um evento desses.

Agradecemos à Comissão do HQMix pela oportunidade e a todos que nos acompanharam até agora.

 

Um grande abraço!

— morreu num acidente inexplicável na Serra da Cantareira. Antes que seus familiares percebessem, já havia virado um Zumbi. Para aplacar sua fome por cérebros humanos, passa as noites escrevendo no Gibi Rasgado. Seus amigos, com medo de seu apetite insaciável, o convidaram também para escrever no Quadro a Quadro. No momento ele está sob controle.