A editora franco-belga Casterman lança neste mês um álbum para voyeur nenhum botar defeito.

Hôtel Particulier, escrita e desenhada pelo francês Guillaume Sorel, traz a história de uma jovem que, resgatando a mítica imagem shakespereana do suicídio de Ofélia, tira a própria vida.

A história, no entanto, está apenas no começo.

Sob a sua nova forma fantasmagórica e sob os olhoraes atento de um gato, único ser vivo que consegue enxerga-la, a jovem passa a testemunhar a vida íntima dos seus antigos vizinhos: os prazeres ardentes de um amor proíbido e a cumplicidade perversa de um marido traído; a angustia dos pais pelo desaparecimento misterioso da filha; um jovem solitário que aparentemente consegue trazer bacanais preciosos da sua biblioteca e um jovem pobre pintor, por quem a jovem fantasma começa a nutrir uma certa atração.

Confira o preview abaixo:

1294_couv 1294_P1 1294_P2 1294_P3 1294_P4 1294_P5 1294_P6 1294_P7 1294_P8 1294_P9 1294_P10 1294_P11

Hôtel Particulier é o tipo de narrativa para se ler aconchegado em uma rede sob um belo pôr-do-sol. O tipo de quadrinho que gostaria muito de ver por aqui.

— Adalton nasceu no último dia de uma lua cheia, mas acha que isso não tem nenhuma relação com a sua vida; começou comprando quadrinhos por puro modismo - uma edição da Turma da Mônica parodiando Jurassic Park; sua primeira compra consciente foi a edição nº 01 de Batman: A queda do Morcego, ainda formatinho. Acredita que irá terminar a graduação em Letras antes da catástrofe de 2012 e daqui até lá está estudando parte das traduções intersemióticas das peças de Shakespeare já produzidas. E nos interlúdios, tenta produzir roteiros a partir idéias rabiscadas em antigos pedaços de papel.