Foi lançado esta semana nos países francófonos da Europa o primeiro álbum da personagem"Maitre Corbaque". Apesar de estreante em álbuns solo, a personagem já teve passagem na revista Spirou. O lançamento marca também a estréia da editora belga, Sandawe. Haveria pouca novidade em um lançamento num mercado tão grande quanto o franco-belga se não fosse pelo fato de que a editora anuncia o publicação como  "a primeira HQ editada pelos leitores".

Desde o final de 2009, a Sandawe coloca em seu site alguns projetos de histórias em quadrinhos – ou BD'S, de bande dessinée – para apreciação de seus leitores, denominados edinautas. Esses edinautas contribuem para a publicação do projeto com valores a partir de 10 euros. Em troca os recebem brindes que vão desde um cópia digital do álbum, até 2 anos de HQ's de graça, passando pelo recebimento em casa da edição impressa, camisetas, artes originais e etc. Além disso, todos os leitores que contribuíram têm o seu nome impresso no álbum e podem recuperar o investimento ou mesmo ter algum lucro se a publicação for um sucesso de vendas.

Considerando que o leitor tem garantida uma edição impressa com investimentos a partir de 20 euros e que uma edição franco-belga custa por volta de 15 euros, até que não é um mal negócio para o leitor pagar para ver publicado um projeto que curtiu.

O álbum lançado esta semana arrecadou 19.000 euros e teve contribuições de 141 leitores. A editora já tem outros três em fase de produção, também já financiados pelo mesmo esquema, os quais arrecadaram valores de até 40.210 euros cada um.

"Maitre Corbaque Avocate – 1. Que justice soite (mal) fait!" tem roteiros de Zidrou, arte de E411 e traz gags, espécie de histórias curtas de humor, neste caso com tiradas sobre advogados.

Os leitores brasileiros interessados podem comprar o álbum na loja virtual da Fnac francesa ou baixar a versão digital (mediante pagamento) no Ave! Comics. Sempre em francês.

E no Brasil? Será que uma iniciativa dessa daria certo?

 

Atualização (09/03/2011): Cheguei hoje do feriado de carnaval e meu exemplar de Maitre Corbaque estava na caixa de correio. Botei  vinte euros no projeto. O preço de capa da edição é 10,50, o custo de envio da França foi 6,75 e ainda veio com meu nome impresso e um simpático "Certificado de Edinauta". Isso sem falar que a HQ é bem legal. Em resumo: fiquei bem satisfeito em participar do esquema.

— Não gosta de falar sobre si mesmo, mas a sua orelha queima quando estão falando dele.