A oficina se propõe a experimentar a criatividade na produção de uma história em quadrinho. Tradicionalmente pensada em roteiro e desenho como pilares na sua confecção, os quadrinhos aqui propostos serão elaborados a partir de técnicas oubapianas, que surgiram através do movimento literário francês OuLiPo (Ouvroir de Littérature Potentielle, algo como oficina de literatura potencial) e que procura explorar o potencial criativo dos textos literários. O publico será apresentado ao movimento OuBaPo (Ouvroir de La Bande Dessinée Potentielle – oficina de quadrinho potencial) e incentivados a produzirem um quadrinho explorando suas potencialidades criativas.

oubapo

A oficina será ministrada por Maria Clara Carneiro, tradutora de quadrinhos, doutora em teoria literária pela UFRJ e pesquisadora de oficinas e coletivos literários e de quadrinhos.

 

O que: Oficina de Quadrinhos para não-desenhistas
Quando: Sábado, 25/07, às 19:30
Onde: Teatro Eva Herz, Livraria Cultura do Salvador Shopping
Quanto: Gratuito.

— Adalton nasceu no último dia de uma lua cheia, mas acha que isso não tem nenhuma relação com a sua vida; começou comprando quadrinhos por puro modismo - uma edição da Turma da Mônica parodiando Jurassic Park; sua primeira compra consciente foi a edição nº 01 de Batman: A queda do Morcego, ainda formatinho. Acredita que irá terminar a graduação em Letras antes da catástrofe de 2012 e daqui até lá está estudando parte das traduções intersemióticas das peças de Shakespeare já produzidas. E nos interlúdios, tenta produzir roteiros a partir idéias rabiscadas em antigos pedaços de papel.