Em Abril desse ano estará sendo ministrada no espaço OCA (Oficina de Criação Artística) do CUCA (Centro Universitário de Cultura e Arte) em Feira de Santana a oficina "Historiografia e fundamentos para a produção de HQs – Histórias em Quadrinhos"

O curso tem como principais objetivos ministrar embasamento teórico sobre a origem, evolução e gêneros da história em quadrinhos; Proporcionar o aprendizado e planejamento das etapas de desenvolvimento de uma história em quadrinhos; Orientar a elaboração de roteiros de quadrinhos estruturadas e coerentes e fornecer embasamento teórico e prático sobre o processo de concepção de um fanzine (publicação independente).

A oficina será desenvolvida ao longo de dois semestres, tendo o aluno um custo de R$ 80,00 por cada semestre.

As aulas acontecerão todas as quintas, das 14h às 18h.

Os interessados deverão se dirigir a direção da OCA na parte da tarde para a realização da matrícula, munidos de RG, comprovante de residência e 02 (duas) fotos 3×4.  As inscrições serão impreterivelmente encerradas no dia 30 de março de 2012.

O curso terá carga horária e certificado de conclusão.

Proposta do Curso:

A proposta da oficina é fornecer elementos metodológicos que proporcionem o entendimento e domínio dessa importante forma de comunicação visual, através do embasamento teórico, da elaboração de roteiros de quadrinhos estruturadas e coerentes, do aprendizado e planejamento das etapas de desenvolvimento de uma HQ e do processo de concepção de um fanzine (publicação independente).

Sobre o professor:

Marcos Franco nasceu em Feira de Santana a “Princesa do Sertão”, em 1975 e, atualmente reside em Cachoeira, onde estuda Museologia na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Atua como roteirista de Quadrinhos desde 1995, tendo trabalhos publicados em revistas como Turma do Xaxado, Impacto, Boca do Inferno, Projeto Continuum, Tempestade Cerebral e Área 71 e mais recentemente no comentado álbum em quadrinhos “Lucas da Vila de Sant’Anna da Feira”, ganhador do Prêmio DB Artes de melhor publicação independente de 2010. Também participou de diversos fanzines brasileiros, da ExpofanzinesMostra Internacional de Fanzines de Ourense, na Espanha – e foi vencedor do 2° Concurso Nacional de Roteiros, promovido pelo HQ Festival Sergipe de Quadrinhos. Em 2011 recebeu ainda uma indicação ao Prêmio HQ Mix e sagrou-se vencedor em duas categorias no 27° Prêmio Angelo Agostini: Melhor Roteirista e Melhor Lançamento Independente de 2010, com o álbum "Lucas da Vila de Sant'Anna da Feira". 

— Lucas Pimenta queria ser Martin Mystère. Não queria uma pistola de raios e sim a capacidade de enrolar uma noiva da mesma maneira...