A Garagem Hermética, uma das obras mais conhecidas do genial quadrinista francês Moebius, pseudônimo de Jean Giraud, foi lançada na década de 70. Em 1996, o autor decidiu dar continuidade a esta arrebatadora, cômica e poética história. Após lançar a HQ que dá início à trama do Major Grubert (ou Gruber), a Editora Nemo publica sua aguardada continuação. No mesmo formato e acabamento que os álbuns anteriores da Coleção Moebius, chega enfim ao Brasil o inéditoO Homem do Ciguri.

O Major Gruber consegue alcançar o primeiro nível da Garagem Hermética e, através de uma porta secreta que conduz diretamente ao circuito das Terras Aleatórias, ele vai parar em um mundo alternativo. Enquanto seus fiéis companheiros na nave Ciguri buscam por um sinal seu, ele procura desesperadamente um caminho para voltar à sua casa e à sua 

amada. Mas os perigos e armadilhas são muitos. Em uma mescla de humor, aventura, psicodelismo e erotismo, o Major enfrenta assassinos enviados por seu velho conhecido Sper Grossi, as feitiçarias do grande Tar’aí e os mistérios que rondam o escritor de uma obra que fala muito sobre lugares inusitados já visitados pelo protagonista.  

Diferentemente de A Garagem Hermética, em O Homem do Ciguri os incomparáveis desenhos de Moebius ganham uma coloração que explode em luminosidade e tons fortes. Sempre único e original, o grande artista se reinventa a cada trabalho, como neste álbum: uma bela viagem em cores, delírio e fantasia.

Além de A Garagem Hermética, a Coleção Moebius da Editora Nemo já publicou: Arzach,Absoluten Calfeutrail & Outras HistóriasO Homem é Bom? e As Férias do Major. Ainda neste ano, saem outros dois títulos: Crônicas Metálicas e Caos

Sobre o autor – Jean Giraud nasceu em Nogent-sur-Marne, na França, em 1938. Começou sua carreira como artista de história em quadrinhos aos 18 anos, publicando sua primeira história,Frank et Jeremie, para a revista Far West. Torna-se conhecido ao desenhar a 

série de faroesteBlueberry, publicada pela revista Pilote. Em 1963, Jean Giraud dá vida ao seu pseudônimo Moebius na revista Hara Kiri, onde publica diversas histórias. Em 1974 ajuda a criar a revista de fantasia e ficção científica Métal Hurlant, com as primeiras histórias de Arzach. Como Moebius, o artista francês também contribuiu para a criação de diversos filmes de ficção científica como Alien(1979), Tron (1982) e O quinto elemento (1997), além de trabalhar em parceria com Stan Lee na criação da graphic novel do Surfista Prateado, para a Marvel. Faleceu em 10 de março de 2012.

TítuloO Homem do Ciguri
Autor: Moebius
Tradução: Fernando Scheibe
Número de páginas: 56
Formato: 24 x 32 cm
Preço: R$ 49,00
Coleção: Moebius

— Lucas Pimenta queria ser Martin Mystère. Não queria uma pistola de raios e sim a capacidade de enrolar uma noiva da mesma maneira...