Calma. Não estou me referindo a uma volta da tenebrosa ditadura que (des) governou o Brasil de 1964 a 1984. Esse é um mal que esperamos nunca mais volte a assolar o país. Aliás, torço sinceramente que a Comissão da Verdade possa, sem interferências, cumprir a promessa feita pela presidente Dilma nesta semana, de passar a limpo esse sombrio período histórico.

Estou falando do segundo número de Ditadura no Ar, roteirizado pelo amigo (e deliciosamente insano) Raphael Fernandes e pelo talentosíssimo Abel.

Já ouviu o nome do Raphael? É bem possível, o cara é editor da Mad. Mas não se engane, Ditadura no Ar não é uma série cômica, mas sim uma aventura policial cheia de ação e situações inesperadas, amarradas no roteiro habilidoso do Raphael. E tudo isso com a arte inspiradíssima do Abel, um capixaba com um traço absurdamente bom, que transmite com precisão todo o clima que o roteiro pede.

Com vocês, o release da série e o endereço do lançamento, que será dia 26, na Comix Book Shop.

capa_DNA2

Ditadura no ar #2 – Covil Vermelho

A primeira série policial em quadrinhos passada no regime militar brasileiro está de volta

“Ditadura No Ar” é uma história em quadrinhos policial ambientada no regime militar brasileiro. Esse verdadeiro thriller de ação policial foi criado pelo roteirista e editor Raphael Fernandes (MAD, Wizmania) e pelo desenhista Abel (Almanaque Gótico,CecilleVeronika).
Até o momento, acompanhamos o fotógrafo freelancer Félix Panta investigando o paradeiro de sua namorada comunista Nina (vulgo Lenina), capturada pelo DEOPS durante um protesto contra o regime militar. Seus planos deram errado e, além de não encontrar a garota, teve sua máquina fotográfica danificada.
Na segunda edição, Félix é contratado para acompanhar um repórter novato ao esconderijo de Samarca, um guerrilheiro de esquerda que conseguiu fugir de um presídio militar. Sabendo que ele foi capturado no mesmo final de semana que Nina, o fotógrafo carcamano vê neste trabalho uma chance de conseguir alguma pista.
Fortemente influenciada por Agente Secreto X-9, Sin City, 100 Balas, cinema noir, fumetti, Clint Eastwood e Quentin Tarantino. A narrativa foi construída para simular as tiras clássicas de aventura, que geravam uma tensão cativante, mas sem revelar o desfecho da cena, obrigando o leitor a voltar na semana seguinte. Tudo isso dentro de um período ainda obscuro na história recente do Brasil.
Inicialmente publicada na Internet, “Ditadura no ar” cresceu e migrou para o formato impresso, rendendo ao roteirista Raphael Fernandes a indicação na categoria “Roteirista Novo Talento” no Troféu HQMix de 2012.
Os dois autores lançaram a revista no próximo 26 de maio, a partir das 14h, na Comix Book Shop (Alameda Jaú, 1998, São Paulo, SP).

Para mais informações, visite a fanpage da revista: http://facebook.com/ditaduranoar

“Ditadura No Ar #2” tem 28 páginas coloridas, formatinho e custa apenas R$ 8,00.

— morreu num acidente inexplicável na Serra da Cantareira. Antes que seus familiares percebessem, já havia virado um Zumbi. Para aplacar sua fome por cérebros humanos, passa as noites escrevendo no Gibi Rasgado. Seus amigos, com medo de seu apetite insaciável, o convidaram também para escrever no Quadro a Quadro. No momento ele está sob controle.