amor-peixeEstava em uma feira de quadrinhos quando vi dois mocinhos observarem um quadrinista desenhando e autografando os álbuns que compraram. Depois, timidamente, entregaram alguns zines para o artista. Coisa simples, impresso em sulfite, capa colorida, quadros em P&B. Fiquei curiosa e cutuquei um deles: “Não quer me deixar um desses para eu ler e resenhar?”, disse, me sentindo um peixe fora d' água, confesso.

Ele, assustado, respondeu: “Jura? Claro, vamos deixar sim! Estamos começando, temos muito o que aprender. Obrigado”, exclamou um deles. Cheguei em casa e comecei a ler os dois trabalhos recebidos: Possível Amor Impossível e Experimento, da dupla O Peixe Fora D’Água, de São Bernardo do Campo, Grande São Paulo, composta por Lucas Alencar (roteiro) e Rafael Zinhow (ilustrações).

O interessante é que eles pegam situações do cotidiano e das relações humanas e colocam a gente para pensar, refletir sobre a existência em nosso planeta. Tudo com desfechos singelos, mas que muitas vezes nós mortais nem damos conta.

Em Possível Amor Impossível, o personagem Júlio está em um ponto de ônibus em SBC e conhece uma mocinha. Quem nunca passou por essa situação, de ver uma pessoa e logo de cara achá-la incrível (leia-se: amor à primeira vista)? Imagina então no ônibus, no metrô, a pé na volta para casa após um dia daqueles? Muitas vezes o grande amor de nossas vidas passa naqueles três minutos enquanto estávamos entretidos, mudando a música no celular.

Pois é, Júlio não perde tempo e narra a epopeia romântica com todos os detalhes – de Red Hot Chilli Pepper a Batman: O Cavaleiro das Trevas – para a menina que, pasma, não emite um som. Aliás, nem daria, o ônibus de Júlio está chegando e as explicações dissipam-se ali mesmo.  

experimento-peixeJá em Experimento, um cara aceita participar de uma pesquisa científica como cobaia e recebe injeções de ‘sabe-lá-Deus-o-quê’. Tudo bem que são dolorosas, cujos efeitos colaterais proporcionaram o crescimento de três chifres na cabeça, tentáculos nas costas, um terceiro olho e a perda dos dentes e cabelos, só que a recompensa vale a pena: carros de luxo e uma boa grana para ostentar. Nem precisa dizer que desfecho terá, não é mesmo, amigo leitor?

Há mais de um ano com uma fanpage no Facebook, os garotos do O Peixe Fora D’ Água postam tiras diversas com uma boa dose de humor e de ironia. Sim, eles estão no começo, mas estão no caminho.

Mais sobre a dupla em facebook.com/opeixeforadagua ou dê o seu recado no e-mail: opeixeforadagua@gmail.com.

— Jornalista freelancer, moradora de S. Miguel Paulista - SP e também colabora para o portal Jornalirismo (www.jornalirismo.com.br). Nas horas vagas, lê Quadrinhos. Nas outras também. Mais em http://twitter.com/keliv1