A Editora Nemo lança, ainda este ano, quatro álbuns nacionais, produzidos por roteiristas e desenhistas de destaque das HQ's brasileiras. Três deles inauguram a Coleção Shakespeare em Quadrinhos: Romeu e Julieta, por Marcela Godoy e Roberta Pares, Sonho de uma noite de verão, por Lillo Parra e Wanderson de Souza e Otelo, nos quadrinhos de Jozz e Akira Sanoki. A outra novidade fica por conta do álbum Dom Casmurro de Machado de Assis, que ganha versão em HQ nas mãos de Wellington Srbek e José Aguiar.

Todos os álbuns tem previsão de lançamento em novembro, no Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte – FIQ, e terão formato 20 x 28 cm. Dom Casmurro de Machado de Assis ganhará 80 páginas em preto e branco, enquanto os álbuns da Coleção Shakespeare em Quadrinhos terão 64 páginas coloridas.

Conheça os álbuns:

Coleção Shakespeare em Quadrinhos

Os principais clássicos de um dos maiores nomes da literatura internacional em belas HQs produzidas por novos talentos dos quadrinhos brasileiros.

Primeiros lançamentos da Coleção:

Romeu e Julieta – Por Marcela Godoy e Roberta Pares

Sonho de uma noite de verão – Por Lillo Parra e Wanderson de SouzaOtelo – Por Jozz e Akira Sanoki
Do press release

Realmente a Nemo é uma editora que, desde o começo, mostrava que tem tudo para fazer um trabalho diferenciado e seus lançamentos  comprovam as expectativas. Primeiro por colocar como editor um quadrinista consagrado, Wellington Srbek e depois por privilegiar artistas que já mostravam grande talento no mercado independente de quadrinhos.

Na minha opinião, a obra mais esperada é Sonhos de Uma Noite de Verão, a adaptação da obra shakespeariana com mais "cara" de quadrinhos, trazida pelo traço do talentosíssimo Wanderson de Souza e com os textos de Lillo Parra, que é sem dúvida o melhor resenhista de quadrinhos do Brasil, imprimindo nas suas resenhas – que normalmente são um texto chato, meio insosso – uma vitalidade e uma alma que muitas vezes supera até mesmo a obra resenhada. Uma HQ escrita por esse cara realmente é algo a se aguardar.

 

— Não gosta de falar sobre si mesmo, mas a sua orelha queima quando estão falando dele.