Não, eu ainda não morri.
 
Mas dessa vez eles quase me derrubaram…
 
Voltando a atividade, tenho o prazer de dar a notícia de mais dois lançamentos de mangá pela Panini: Darker than black e Maid-sama! que estreiam nas bancas esse mês.
 
Confesso que nunca li o primeiro, então vou ficar com o básico: é uma série shonen que mistura vários gêneros (mistério, romance, drama, sci-fi, …, não é possível que com tanta coisa você não se identifique com algum aspecto da história) criada por Nokiya, Bones e Tensai Okamura, que surgiu como anime para depois ser serializado em mangá. Quanto a sinopse vou ficar com as informações dadas pelo site da Panini, que diz o seguinte “Há dez anos, surgiu em Tóquio o ‘Hell’s Gate’, o ‘Portão do Inferno’. Com ele surgiram pessoas com incríveis poderes, os ‘contratantes’. Hei, um poderoso contratante, cruza seu caminho com o da estudante Kana, que não se conformou com a suposta morte de seu pai”. A revista sairá em dois volumes, sendo publicado um a cada mês com o valor de R$9,90 cada.
 
Quanto a Maid-sama, criação de Hiro Fujiwara, posso dizer uma coisa: se você não aguenta mais protagonistas de shoujo sonsinhas que nunca tem noção da realidade ou situação em que estão envolvidas, essa é a sua série! A personagem principal, Misaki, é forte, determinada, inteligente e a presidente do conselho estudantil do seu colégio (além de bonita, na minha opinião), mas, como nem tudo é perfeito, a situação financeira da sua família é complicada e por isso ela trabalha para ajudar em casa em um Maid Café, sem que ninguém saiba.
 
Aqui cabe fazer uma pausa, não sei se todos sabem o que é Maid Café e caso não saibam a história não faz muito sentido. Maid-Café são um tipo de café popular no Japão em que as garçonetes se vestem como criadas francesas e tratam os clientes como “mestre”, além de interagir com os fregueses mais intensamente do que em outros tipos de restaurantes (com jogos, servindo os mesmo clientes, escrevendo mensagens que eles pedem na comida…).
 
 
Dito isso retornemos a história. Misaki tem seu emprego descoberto por um colega de escola e aí começam seus problemas, afinal como a toda-poderosa presidente do conselho que subjuga qualquer homem que não se comporte poderia manter essa postura diante do corpo estudantil que a teme e admira se um segredo como esse for exposto!? Então a história acompanha o dia-a-dia de Misaki lidando com essa e muitas outras situações divertidas e apaixonantes.
 
Como antiga conhecedora da série só tenho algumas questões a colocar, não acho que a tradução do titulo ficou boa “Maid-sama! Sua excelência, a garçonete!”, parece que trata da história de uma simples garçonete, não dá conta da dualidade da personagem, acredito que a tradução mais literal “A presidente é uma garçonete” (garçonete não é bem a palavra, mas vá lá) ficaria mais condizente com a história. E, sei que design não é a minha especialidade, mas também não me agrada a tipografia do título, como uma história de uma personagem tão forte, por mais que ela também tenha o seu lado meigo, acredito que o título deveria ter uma grafia mais “dura”. Independente a história é bem divertida, ainda está sendo publicada no Japão e sairá nas bancas pelo preço de R$9,90.