Na segunda-feira passada, dia 17 de outubro, a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult) divulgou o resultado da megasseleção de projetos para serem financiados pelo Fundo de Cultura. Dos 838 projetos inscritos, 609 foram habilitados e, finalmente, 216 aprovados (veja lista completa em: http://www.cultura.ba.gov.br/wp-content/uploads/2011/10/Lista-de-projetos-selecionados_Demanda-Espont%C3%A2nea_-tabela-1.doc-1.pdf). Desses aprovados, 2 projetos são de edição e lançamento de quadrinhos baianos: a HQ "Sant'Anna da Feira, Terra de Lucas", de autoria de Marcos Franco, Marcelo Lima e Helcio Rogério; e o "Livro de Encantamento da Maré de Vazante", do quadrinhista Antônio Cedraz. Juntamente com o projeto "O Quarto ao Lado", de Marcelo Lima e André Leal, a Bahia lançará 3 novos livros de quadrinhos em 2012.

Sant'Anna da Feira, Terra de Lucas

 

Em 2010, os roteiristas Marcos Franco e Marcelo Lima lançaram o álbum de 48 páginas "Lucas da Vila de Sant"Anna da Feira", uma biografia resumida de Lucas da Feira, fora-da-lei que viveu no século XIX, tendo sido um dos primeiros negros brasileiros a terpapel de liderança, montando seu próprio bando de salteadores pra sobreviver em meio à época escravocrata. O livro foi financiado pelo Edital de Apoio a Microprojetos Culturais, do Ministério da Cultura/Banco do Nordeste e apresentou as ideias destes autores. Bem-recebido, ganhou diversos prêmios da área de HQs, como o Troféu Ângelo Agostini, foi indicado ao maior prêmio da área, o Troféu HQ Mix, e recebeu o XVII Prêmio Expocom, concedido pela Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação em reconhecimento à pesquisa que embasa o quadrinho. 
 
Este primeiro trabalho da dupla, em conjunto com o desenhista Helcio Rogério, foi uma amostra do que planejaram desde o início do projeto. Baseado em dez anos de pesquisa, iniciada pelo autor Marcos Franco, o novo trabalho trará momentos diferentes dos narrados na edição anterior, dando atenção ampla pra história de Lucas e sua trajetória. Dessa vez, pormenores de sua vida e da sociedade de Feira de Santana do século XIX serão abordadas, em mais de 120 páginas de quadrinhos. O projeto se preocupa em elucidar a vida desta figura obscura da história baiana, que muitas vezes é tomada como folclórica, e disponibilizar uma leitura que agrade tantos os fãs de quadrinhos por sua capacidade estética e narrativa, quanto educadores, por seu cunho histórico e pedagógico. 
 
Na seleção acima citada o projeto obteve bastante peso, tendo ficado em primeiro lugar entre projetos das mais diversas linguagens artísticas e executados por artistas e produtores veteranos, conforme pode ser visualizado aqui, no Diário Oficial: http://imageshack.us/photo/my-images/225/lucasdafeira.jpg/
 
É o Bando de Lucas preparando, novamente, sua invasão! O projeto deve sair no segundo semestre de 2012.
 

 

Livro de Encantamento da Maré de Vazante

 

Os protagonistas da História em Quadrinhos "O livro de encantamento da maré de vazante" fazem parte da Turma do Xaxado, criação do baiano Antonio Cedraz. O livro apresenta uma série de aventuras, envolvendo o leitor em momentos mágicos que permite uma viagem pelo encantado mundo da Turma do Xaxado, com histórias de fantasia que trabalham elementos regionais do povo nordestino evidenciando a riqueza do sertão brasileiro, que retrata seus mitos em contraste com a dura realidade do semi-árido, apresentando também os aspectos culturais como a literatura de cordel, que o leitor poderá perceber nas rimas do livro de encantamentos. É uma obra que convoca uma reflexão sobre a cidadania, cultura e folclore, ao mesmo tempo em que entretém e diverte.
 
A Turma do Xaxado é uma turminha heterogênea como o povo brasileiro: o esperto Xaxado é neto de um famoso cangaceiro que vivia no bando de Lampião; o preguiçoso Zé Pequeno adora ficar deitado na rede, vendo a vida passar; a estudiosa Marieta é a radical defensora da língua portuguesa; o egoísta Arturzinho é filho de um rico fazendeiro e faz questão de deixar bem claro que nasceu “em berço esplêndido”; o sonhador Capiba é um aspirante a cantador nordestino, e a consciente Marinês é a protetora e amiga número um da natureza.  Eles vivem em uma pequena cidade do interior, mas suas aventuras não se limitam a este espaço. Volta e meia estão na cidade grande ou em espaços imaginários, convivendo com muitos dos seres fantásticos que povoam a cultura brasileira – como o Saci, a Mula-sem-cabeça e o Caipora – ou em aventuras com livros encantados, anjos, monstros e muita ação.
 
Passeando pela cultura brasileira, as historinhas da Turma do Xaxado falam das coisas da nossa terra, nossos encantos e problemas, mas sem perder de vista a universalidade da experiência humana. Suas histórias são para crianças, mas também encantam adolescentes e adultos, pois não abrem mão de um olhar crítico sobre a realidade do Brasil. Sendo assim, é material privilegiado para uso na educação cidadã nas escolas e dentro dos núcleos familiares. 
 
O álbum será composto de 48 páginas de miolo com histórias coloridas em tamanho 20.0 x 27,5 cm e deve sair no primeiro semestre de 2012.
 
O Quarto ao Lado
 
Por fim, está em produção a HQ "O Quarto ao Lado", da dupla Marcelo Lima e André Leal. O trabalho trará três histórias sobre adolescentes e jovens adultos vivendo etapas decisivas de formação e questionamentos de suas vidas sexuais. Os autores querem trazer à tona os dramas vividos nos dias de hoje, onde a diversidade sexual é alardeada com campanhas de respeito às diferenças, mas que não dão conta do dilema da diversidade de si próprio vivido por cada pessoa. A HQ trabalhará com personagens de diferentes vivências sexuais se defrontando com intensas mudanças e novidades em suas práticas e relacionamentos e como suas vidas se configuram a partir de então. 
 
Uma das intenções dos autores não é defender nenhum "estilo de vida" ou "identidade sexual", mas sim problematizar as relações que se formam no atual contexto social de igualdade e diferença, com especial preocupação em inserir o "H" dentro do termo LGBT, pois acreditam que as conquistas dos movimentos sociais no campo da sexualidade só são alcançadas com problematização de todas as identidades sexuais.
 
Em fase de finalização do roteiro, "O Quarto ao Lado" deve sair no primeiro semestre de 2012 e também é financiado pelo Fundo de Cultura, através do Edital de Cultura LGBT.
— Lucas Pimenta queria ser Martin Mystère. Não queria uma pistola de raios e sim a capacidade de enrolar uma noiva da mesma maneira...