Nova SampaDepois de ter anunciado o retorno do premiado mangá Vagabond, de Takehiko Inoue, no ano passado pela editora Nova Sampa, onde trabalha atualmente, o editor Marcelo Del Greco que fez a alegria de muitos leitores órfãos da obra, que a acompanhavam pelas edições da Conrad.

Todavia, o anuncio do retorno da saga do samurai Musashi ao Brasil, também trouxe consigo más notícias, principalmente, para o bolso do leitor que terá de desembolsar por cada edição de luxo, da nova editora a bagatela de R$ 40,00… O que é preocupante, tendo em vista que o mangá ainda não foi concluído no Japão, e já ultrapassou a marca dos 30 volumes encadernados faz algum tempo.

1546041_580540622025072_927093437_nOutra preocupação que assombrava alguns leitores era o fato de que inicialmente, a editora havia divulgado apenas a informação de que publicaria o título a partir do volume 15, começando de onde parou a Conrad. No entanto, a informação foi atualizada e a editora confirmou que pretende aos poucos republicar os primeiros volumes da obra, até porque seria muita burrice não fazê-lo. 

Contudo a polêmica em torno do relançamento de Vagabond parece estar longe de chegar ao fim. Após ter postado imagens referentes as capas dos volumes 15 e 16 da edição nacional do mangá em seu perfil no facebook, o editor Marcelo Del Greco foi inundado com perguntas, muitas delas, com tom ofensivo por conta das artes de capa com uma em cor e outra espelhada ao lado em negativo (fora do padrão da edição original japonesa) e por ter confirmado que não terá sobrecapa na edição da Nova Sampa. 

O editor respondeu aos questionamentos feitos em seu perfil, justificando, que no caso das capas o que acontece é que o mangá irá também para as bancas de revista, o que não acontecia com a edição da Conrad lançada diretamente para livrarias. Já a ausência da sobrecapa foi para evitar o encarecimento do preço final, segundo o editor. No mais o formato adotado pela editora segue o mesmo padrão da Conrad, ou seja, formato 16 X 23, papel pólen para o miolo e páginas coloridas no começo e no meio do mangá, seguindo o modelo da edição original japonesa.

Vagabond – A Lenda de Musashi sai pela Nova Sampa ainda este ano e terá periodicidade mensal.

Preparem seus bolsos.

1497674_580545815357886_1037549135_n

— Pedro é formado em jornalismo, mas nunca chegou perto de trabalhar na área, pois não gosta de sofrer com pressão e prazos apertados. Também não é muito fã de escrever, na verdade, acredita que não tem o mínimo talento para tal. Mas com o apoio dos amigos e de seus raros momentos de confiança, ele expõe no site um pouco do que pensa sobre: quadrinhos japoneses, games e cinema.