[Atualizado com as capas históricas]

Em outubro a Casa das Idéias completa 50 anos e, para comemorar a ocasião, decidiu produzir oito capas variantes, fazendo homenagem a capas históricas da editora. Confira abaixo e compare.

THE MIGHTY THOR #7

Roteiro por MATT FRACTION

Desenho e capa por PASQUAL FERRY

Capa variante por ALAN DAVIS, em homenagem à capa de The Incredible Hulk # 1 (1962), por Jack Kirby

AVENGERS #18

Roteiro por BRIAN MICHAEL BENDIS

Desenho e capa por DANIEL ACUÑA

Capa variante por RYAN MEINERDING, em homenagem à capa de X-Men # 1 (1963), por Jack Kirby

NEW AVENGERS #17

Roteiro por BRIAN MICHAEL BENDIS

Desenho e capa por MIKE DEODATO

Capa variante por JOHN TYLER CHRISTOPHER, em homenagem à capa de X-Men # 101 (1976), por Dave Cockrum

HULK #42

Roteiro por JEFF PARKER

Desenho e capa por PATRICK ZIRCHER

Capa variante por ARIEL OLIVETTI, em homenagem à capa de The Might Thor # 337 (1983), por Walt Simonson

UNCANNY X-FORCE #16

Roteiro por RICK REMENDER

Desenho por JEROME OPEÑA

Capa por ESAD RIBIC

Capa variante por MIKE DEL MUNDO, em homenagem à capa de The New Avengers # 1 (2005), por David Finch

DEADPOOL #45

Roteiro por DANIEL WAY

Desenho por SALVADOR ESPIN

Capa por NICK BRADSHAW

Capa variante por GREG HORN, em homenagem à capa de Ultimate Spider-Man # 1 (2000), por Mark Bagley

X-23 #15

Roteiro por PHIL NOTO

Desenho por KALMAN ANDRASOFSZKY

Capa variante por PATRICK ZIRCHER, em homenagem à capa de Daredevil # 181 (1982), por Frank Miller

X-MEN #19

Roteiro por VICTOR GISCHLER

Desenho e capa por JORGE MOLINA

Capa variante por LEINIL YU, em homenagem à capa de The Fantastic Four # 1 (1961), por Jack Kirby

Pesquisa das capas históricas e edição de imagens por "O" Dan.

— Adalton nasceu no último dia de uma lua cheia, mas acha que isso não tem nenhuma relação com a sua vida; começou comprando quadrinhos por puro modismo - uma edição da Turma da Mônica parodiando Jurassic Park; sua primeira compra consciente foi a edição nº 01 de Batman: A queda do Morcego, ainda formatinho. Acredita que irá terminar a graduação em Letras antes da catástrofe de 2012 e daqui até lá está estudando parte das traduções intersemióticas das peças de Shakespeare já produzidas. E nos interlúdios, tenta produzir roteiros a partir idéias rabiscadas em antigos pedaços de papel.