LISTA DE LANÇAMENTOS – 2011 (Prêmio Angelo Agostini)

http://aqcsp.blogspot.com/

 

(AVISO: ESTA LISTA FUNCIONA PURA E SIMPLESMENTE COMO REFERÊNCIA, mesmo titulos não relacionados aqui podem ser votados)

Nessa lista você encontrará o nome do lançamento e entre parênteses o nome da editora ou do editor independente. A lista está colocada de maneira aleatória, sem preferência ou favorecimento. Caso você conheça algum outro lançamento que não esteja relacionado, vote nele, indicando a editora ou o autor. A lista abaixo vale para as categorias: Melhor Lançamento e Melhor Lançamento Independente.
Preencha a cédula e envie para nosso endereço: AQC-ESP/ Worney Almeida de Souza Caixa Postal 675 SP (SP) cep 01031-970 ou para o endereço eletrônico: aqc.waz@gmail.com O prazo é até 06 de janeiro de 2012. Vote na categoria de Mestres do Quadrinho Nacional em TRÊS nomes e nas outras categorias vote em DOIS nomes, indicando 1 e 2 lugares.

Participe e prestigie o quadrinho nacional e seus artistas!

OS CRITÉRIOS
(Worney A. Souza)
"Em 04 de fevereiro de 2012 realizaremos o 28º DIA DO QUADRINHO NACIONAL, com a entrega do Prêmio Ângelo Agostini. Podem participar todo quadrinhista (profissional ou amador), estudioso, colecionador ou aficionado pelo quadrinho nacional, basta preencher a cédula e enviar para a caixa postal da AQC-ESP, para o endereço eletrônico: aqc.waz@gmail.com até 06 de janeiro de 2012 (se não quiser ou não souber, não há a necessidade de votar em todos os itens). Feita a apuração, os vitoriosos serão homenageados, com direito a uma exposição, troféu e muita badalação. O resultado final e o local da festa serão divulgados no final de janeiro em revistas, em jornais de circulação nacional, no blog da AQC-ESP e no QI.

CATEGORIAS
Existem seis categorias no prêmio Ângelo Agostini. Na categoria MESTRES DO QUADRINHO NACIONAL deve se votar em QUATRO artistas que tenham se dedicado aos quadrinhos, pelo menos nos últimos vinte e cinco anos.
A lista de grandes profissionais que podem ser lembrados e votados para o prêmio de MESTRE DO QUADRINHO NACIONAL é a seguinte:

-DÉCADA de 50: Fernando Lisboa.

-DÉCADA de 60: José Meneses, Mario Jaci, Luiz Meri, Kazuhiro, Wilson Fernandes, Manoel Ferreira, Maria das Graças Maldonado, Marcos Maldonado, Francisco de Assis, Nilzon Azevedo, Lucaz, Edmo Rodrigues, Fernando Almeida, Josmar Fevereiro, Edgard de Sousa, Antonio Martins, Manuel Nunes, Joseval e Clip Pop.

-DÉCADA de 70 e 80: Osvaldo Sequetin, Nelson Padrella, Wanderley Felipe, Ailton Elias, Bira Câmara, Altair Gelattti, Gustavo Machado, Antonio Cocolete, Itamar Borges, Alain Voss, Julio Emílio Braz, Toninho Lima, Cesar Lobo, Francisco Vilachã, e Pedro Mauro Moreno e Moacir Torres.

FANZINES: José Agenor Ferreira, Aimar Aguiar e Gutemberg.

ESTUDIOSOS: Dagomir Marquezi e Sérgio Augusto.
Evidente que podemos não ter lembrado de algum artista, mas que você considerá-lo para a votação incluindo-o na lista.

Nas categorias de MELHOR DESENHISTA, MELHOR ROTEIRISTA e MELHOR CARTUNISTA devesse apontar qualquer profissional ou amador que esteve em atividade durante o ano de 2011. Procure folhear revistas, consultar coleções e se informar. Não esqueça dos profissionais que desenvolvem seu trabalho nos grandes estúdios, como o de Maurício de Sousa, que têm seus nomes poucos divulgados.

No MELHOR FANZINE é considerado o título publicado durante o ano de 2011 (mesmo que exemplar único), que seja caracterizado como fanzine, ou seja, com informações, notícias, resenhas ou notas sobre quadrinhos. Não confundir com revistas em quadrinhos independentes, que podem ser votadas na categoria de Melhor Lançamento.

Já no MELHOR LANÇAMENTO valem todas as publicações com produção de artistas nacionais que tiveram seu número 1, exemplar especial ou número único lançado em 2011, para o mercado brasileiro. Para ajudar a escolha publicamos uma lista de revistas que saíram neste ano. Evidente que podem surgir novos lançamentos e publicações que não estão na lista, nada impede que você vote numa outro exemplar, indicando a editora ou o editor.

Na categoria MELHOR LANÇAMENTO INDEPENDENTE. Destacando os lançamentos que tiveram o primeiro número, especial ou número único lançado em 2011, para o mercado brasileiro, editado pelo próprio autor ou por pequenas editoras, de baixa tiragem.

Finalmente, o prêmio JAYME CORTEZ vai para quem tenha incentivado nossa arte através da divulgação, edição, promoção ou qualquer ação que tenha aberto espaço para o quadrinho nacional, também durante o ano de 2011."

— Como o Bira falhou na tentativa de virar herói, publica seu Tatu-man nos jornais Correio Popular e Graphiq. Faz parte do Coletivo Quarto Mundo e da AQC (Associacao de Quadrinhistas e Caricaturistas) SP. Toca gaita nas horas vagas, em eventos quadrinhisticos ou quando nao esta arrancando cabelo ( e tem muito) com os prazos apertados. Deve se mandar pra Coreia do Sul, pra falar do mercado dos Quadrinhos brasileiros, que acredita, nao esta desmoronando.