Depois do 3.º Encontro do Clube de Quadrinho com o tema O Maravilhoso Mundo Marvel: Os Vingadores, algumas pessoas me pediram referências de leitura em relação ao maior super-grupo de heróis da Casa das Ideias. Infelizmente, grande parte dos 40 anos de publicação no mercado nacional foram feitos de maneira desorganizada, não existindo uma preocupação em compilar ou apenas resumir em um título especifíco todas as histórias da franquia. Dessa maneira, somente alguns arcos são encontrados de forma fácil e coesa, enquanto outros só podem  ser adquiridos com uma extrema paciência ou dedicação do leitor. Assim, neste primeiro post, farei um apanhado de encadernados ou histórias fechadas da equipe publicadas pela editora Panini.

 

Biblioteca Histórica Marvel – Os Vingadores Nº01 e 02.

Sei que os quadrinhos clássicos tanto da Era de Ouro como da Era de Prata não são muito bem vistos pelo atual público consumidor da arte sequencial, especialmente os novos leitores. Porém, é imprescindível falar sobre o âmago dos Vingadores, principalmente quando os 20 primeiros fascículos foram reunidos em dois encadernados de luxo pela Panini.

São as aventuras pioneiras de Stan Lee, Jack Kirby e Don Heck, onde também podemos conferir as primeiras aparições de vilões clássicos da equipe, como Kang, O Conquistador e o Barão Zemo, além do crossover com o Homem-Aranha e outras aventuras embrionarias da Marvel Comics. Leitura para quem gosta de arte sequêncial de qualquer época.

 

Os Maiores Clássicos dos Vingadores nº 01

Uma das primeiras aventuras espaciais dos Vingadores, a saga é um marco da nova geração de escritores que adentravam no mercado da arte sequencial. A guerra fria entre os Kree e os Skrulls confirma a evolução narrativa da Marvel nos anos 70, com o roteiro politizado de Roy Thomas e ótimas exibições gráficas de mitos como Neal Adams e os irmãos John e Sal Buscema. Detalhe importante para a viagem insólita no corpo do Visão pelo Homem-Formiga. Para alguns, o arco pode até soar com um pouco de inocência, mas não deixa de ser emocionante e muito bem orquestrado pelo seu corpo criativo

 

Os Maiores Clássicos dos Vingadores nº02

Outro grande momento da equipe. Na verdade, de outra equipe: Os Vingadores da Costa Oeste. Essa "filial" dos Vingadores nunca chegou a brilhar tanto como seu grupo-irmão, mas proporcionou boas histórias em sua existência. Nesse caso específico, temos o importante arco onde o androide Visão é raptado e desmontado, sendo reconstruido com um novo visual e sem sentimentos. Um capítulo importante, escrito e desenhado por John Byrne, para compreender os fatos ocorridos com a Feiticeira Escarlate em "A Queda" e "Dinastia M".

 

Os Maiores clássicos dos Vingadores nº03

Edição que reune algumas histórias dos Vingadores contra um dos inimigos mais temidos: Kang, o Conquistador. São dois arcos completos em épocas distintas (década de 60 e 80), além de aventuras solo de Thor e Hulk contra o tirano do tempo. Um bom "cartão de visitas" do complicado personagem, além de apresentar diferentes formações do grupo e personagens como Immortus, o Esquadrão Sinistro e o Grão Mestre.

 

Os Maiores Clássicos dos Vingadores nº04

Este encadernado reúne o clássico encontro entre os Vingadores e os Defensores (equipe formada por Hulk, Doutor Estranho, Surfista Prateado, Valquíria e Namor). 

 

Liga da Justiça/Vingadores – Edição Definitiva 

Considerada por muitos como o verdadeiro crossover Marvel x DC, a história é magistralmente concebida pela dupla Kurt Busiek e George Perez, trazendo uma otima caracterização das duas equipes e muitas referências dos dois universos na trama. Lançado originalmente no Brasil em uma minissérie de 4 edições, foi  depois relançada em um encadernado com versões em capa dura e capa mole e com diversos extras como esboços de roteiro e um pequeno guia do leitor. Na minha opinião, umas das melhores obras de quadrinhos super-heróis de todos os tempos

 

Vingadores Anual nº 01

Em 2006, a Panini compilou os seis numeros da minissérie Avengers: Earth's Mightiest Heroes, que reconta as primeiras histórias da equipe para os novos leitores, atualizando o roteiro e o traço para os tempos atuais. Particularmente não gosto muito dessas releituras, mas elas funcionam para aqueles que não gostam dos quadrinhos da "Era de Ouro" e "Era de Prata". Vale bastante pela arte de Scott Kolins e diálogos de Joe Casey.

 

Vingadores Anual nº 02

Assim como a primeira edição, essa também funciona como um "encadernado" de outra minissérie. Trata-se de Avengers: Earth's Mightiest Heroes , que também recapitula histórias dos Vingadores. Entretanto, diferente da sua antecessora, essa tenta reimaginar o ínicio da Era de Bronze e acaba ficando muito aquem do que se propõe. Pois mesmo se tratando de um período que muitos ainda considerem inocente, não existe motivo e nem justificativa para se recontar histórias que até hoje são lidas e procuradas pelos fãs. Mas reitero a justificativa anterior e recomendo para quem não se sente bem em ler histórias "datadas".

 

Guerras Secretas

 

Considerada a primeira mega-saga da MarvelGuerras Secretas é uma história sem muito fundamento na sua concepção, mas não deixa de ser uma boa reunião dos principais personagens da editora. Reunidos pelo misterioso Beyonder em um planeta nos confis do espaço, heróis e vilões travam uma batalha onde os vencedores terão direito a tudo que desejarem. Uma ótima edição encadernada do evento.

 

Marvel Apresenta nº 18 

Essa edição reúne os ultimos numeros da série mensal dos Vingadores escritos por Geoff Johns e mostra o drama da equipe a procura da Mulher-Hulk, que enlouquecida por uma toxina acaba por causar destruição e foge em desespero. Arco fechado que representa o grupo antes do seu trágico fim.

 

 

Vingadores – A Queda

Encadernado de um dos momentos mais sombrios do supergrupo, sendo o divisor de águas dos Vingadores para o que conhecemos hoje. Para quem quer conhecer ou acompanhar o Universo Marvel nestes últimos anos, "A Queda" pode ser considerada a pedra fundamental para o que é produzido hoje pela editora. O ultimo capítulo, entitulado Finale, é uma verdadeira homenagem a história do grupo até aquele momento. 

 

Guerra Secreta

Minissérie em 3 edições, Guerra Secreta também é um dos pilares fundamentais dos recentes acontecimentos da Marvel, principalmente para a origem dos  Novos Vingadores e o atual status de Nick Fury e a S.H.I.E.L.D.

 

Os Novos Vingadores – Motim

Luxosa edição que reúne os 15 primeiros números da série Novos Vingadores, criada por Brian Michael Bendis após os eventos mostrados em Vingadores – A Queda. O Grupo reúne personagens distintos como Homem-Aranha, Wolverine e Luke Cage, além do complexo Sentinela e as misteriosas Ronin e Mulher-Aranha. 

 

Dinastia M – Edição Encadernada

Logo após Vingadores – A Queda e Motim, mais uma compilação de um importante momento do atual universo Marvel. A Saga reúne os Novos Vingadores e os X-Men na complicada trama arquitetada pela Feiticeira Escarlate que remodela completamente o status quo dos mutantes na editora. Primeiramente lançado em minissérie e depois transformado em edição encadernada.

 

Dinastia M – O Herdeiro

Lançado no Brasil em uma minissérie em 3 edições, O Herdeiro é a continuação direta dos acontecimentos da Dinastia M e não tem a participação direta dos Vingadores, mas conta com personagens como Mércurio, Homem-Aranha, Cristalys e o Quarteto FantásticoPara os fãs dos Vingadores, é importante ler a trama para compreender as futuras complicações da equipe com os Inumanos, personagens seriamente afetados pelas atitudes do irmão da Feiticeira Escarlate

 

Rumo A Guerra Civil

Após os acontecimentos da Dinastia M, o Universo Marvel foi assolado pela Guerra Civil dos super-heróis. Entretanto, antecedendo a saga, alguns fatos ocorrem nas histórias mensais dos Novos Vingadores, Quarteto Fantástico e do Homem-Aranha. Para reunir esses acontecimentos, a Panini efetuou o lançamento dessa edição especial que reúne histórias do herói aracnideo e do misterioso Illuminatti, confraria secreta formada por alguns heróis influentes da editora. Infelizmente, a revista não funciona tão bem assim e deixa de fora alguns fatos como o casamento do Pantera Negra e o retorno do Dr. Destino. Mas nada que atrapalhe o entendimento da trama.

 

Guerra Civil

Saga que divide os heróis, principalmente os Novos Vingadores, em um conturbado momento da Casa das Ideias. Com a implementação da Lei de Registro de Super-Humanos, o Capitão América e o Homem de Ferro são colocados em lados opostos e acabam travando uma verdadeira batalha nas ruas de Nova York. Uma série que redefine não somente o grupo como todo o mundo dos super-heróis.

 

Guerra Civil Especial 

O lançamento de Guerra Civil estimulou a Marvel a intensificar a produção de minisséries complementares em anexo a trama principal. Entretanto, essas obras funcionam mesmo como algo não obrigatório e apenas levam mais profundidade ao que acontece na revista principal. Guerra Civil Especial reúne essas pequenas séries em 4 edições, fazendo com que o leitor veja como o conflito dos super-heróis repercute no mundo da editora.

 

Avante Vingadores nº 52

Finalizando, essa é uma edição recente da revista Avante Vingadores e traz como história fechada a minissérie Avengers – The Origin, que também reconta a origem do supergrupo. É escrita também por Joe Casey, mas vale pela bela arte de Phil Noto e talvez funcione como uma versão ainda mais contemporânea para os novos leitores.

Não coloquei aqui as séries Hulk Contra o Mundo, Invasão Secreta, Vingadores x Invasores e O Cerco devido a algumas razões: Primeiramente, porque precisam de uma leitura anterior que não se encontra em encadernados. Além disso, não foram transformados em encadernados e apenas existem em minisséries. 

No próximo post, farei um pequeno apanhado das sagas compiladas pela Editora Abril, com as mil ressalvas a que se tem direito e muito garimpo para os interessados.

Agradecimentos especiais ao site Guia dos Quadrinhos e o Comicvine pelas capas a disposição na internet.

— é soteropolitano do condado de Brotas, o lendário bairro-cidade da capital Baiana. Lê e comenta sobre quadrinhos dos mais variados, além de ser aficionado por futebol em todos os níveis, desde uma final de Champions League a um confronto entre Butão e Montserrat. Sua eterna crença em times inexpressivos foi nomeada pelos amigos twitteiros de #momentoedimario… Além disso, acompanha qualquer seriado sci-fi de qualquer parte do globo, e sempre é fascinado por qualquer cronologia possível, até em novelas. Alguns dizem que pode viajar entre os multiversos apenas atravessando as ladeiras brotenses, outros que faz parte do conselho interdimensional e tem passe livre para navegar entre a matéria e a antimatéria. Relatos de sua presença em lugares como Paris, Tóquio, Nova York, Attilan, M-78, Rann e Trill são conhecidos, mas nunca foram confirmados.