Para nós colecionadores, cada gibi tem uma história, e este é o espaço onde podemos contá-las. A coluna de hoje terá novamente a participação dos outros quadrados, mas já aviso: a próxima iniciará a série com convidados de fora da equipe. E você, leitor, pode participar, é só mandar seu texto para gente pela área de contato do blog.  A foto de capa do post de hoje é da estante do Edimario. Mande sua foto também!

Guido:
Batman – O Cavaleiro das Trevas

batmLembro-me que até uns quinze anos me incluía no grupo de leitores despretensiosos de gibis. A frase que eu mais mentalizava na época era: "Onde foi parar aquela edição dos X-Men? Lembro da capa dela nessa pilha de revistas, mas não consigo achar". Foi num raro dia de arrumação de casa que encontrei uma edição bem antiga de Batman: O Cavaleiro das Trevas. "Peraí, esse gibi não é meu. Ele é de 1988, eu não tinha nem nascido! Vou guardar esse negócio, ele deve ter uma história. Mãe, de quem é esse gibi aqui?". Minha mãe respondeu que era dela. Disse que a história fazia tanto sucesso que ela resolveu comprar pra ler. Não gostou, mas pensou que talvez o filho dela gostasse, e guardou.

Um gibi preservado por mais de uma década, na esperança de que um dia alguém fosse ler e gostar. Não precisava nem conter uma das maiores histórias do homem-morcego de todos os tempos, motivo pra guardar eu já tinha de sobra.

 

Disponibilidade: A edição da editora Abril acima está descrita, se encontra esgotada. No entanto, outras edições de outras editoras podem ser encontradas facilmente em livrarias especializadas.

Edimario:

ljaLiga da Justiça versus Vingadores 

O crossover Marvel x DC definitivo, Liga da Justiça e Vingadores é uma das histórias mais empolgantes para todos aqueles que amam os super-heróis. Escrito por Kurt Busiek e com arte magistral de George Perez, a trama consegue valorizar as individualidades dos dois universos e criar um conflito épico em todos os seus segmentos. A edição da Panini ainda reúne esboços de roteiro e desenhos da equipe criativa, além da história sobre o encontro das duas equipes que nunca aconteceu e algumas ideias eliminadas para a versão definitiva. Sinceramente, é uma das joias da minha coleção.

Disponibilidade:  A versão encadernada, de capa cartonada da Panini encontra-se esgotada. A versão em quatro edições de revistas mensais é um pouco mais fácil de se encontrar em sebos.
 

Lucas:

Ken Parker Um Príncipe para Norma (CLUQ)  Berardi e Milazzo

kenKen Parker é o meu quadrinho preferido. Os poucos que me conhecem sabem disso… Os que esquecem, eu devo lembrar constantemente, basta o papo sobre quadrinhos começar.
Essa edição é especial, pois em 2007, tinha começado uma amizade com o amigo João Guilherme e um belo dia uma proposta para montar um blog dedicado ao Ken Parker surgiu e eu topei. Quantos malucos no mundo iriam topar algo assim? De todo modo, o JG um dia perguntou se eu tinha essa edição em especial, quando afirmei que não, ele não pensou duas vezes e dedicou um exemplar para mim… Dias depois estava em casa com um baita gibi, de uma das melhores histórias de Rifle Comprido.
Ler, conhecer e ter esse gibi proporcionou outro fato bacana, quando disse para o amigo e quadrado Adalton Silva (apaixonado por Shakespeare) que ele deveria ler esse quadrinho e o emprestei. Não demorou muito, para Dadal encontrar uma direção para seu TCC na faculdade de Letras, dedicado a esta obra de Berardi e Milazzo.
Ken Parker Um Príncipe para Norma, entra também pela melhor adaptação de Shakespeare que já vi… E como o gibi que o quadrado Lillo Parra não fez questão de ler… Mas um dia ele aprende!…
Mas voltando ao JG… Tempos depois ele me presenteou com o KP autografado pelo Milazzo e depois com um autografado pelo Berardi.
Mas esses gibis são outras histórias… Para uma próxima Estante dos Quadrados.

Disponibilidade: A publicação da editora CLUQ pode ser encontrada em livrarias especializadas.

Dan:

Homem-Aranha # 112 (Abril)

abril_aranha112Essa foi a primeira revista que comprei com meu próprio dinheiro. Apesar de gostar da história do Mcfarlane, uma em que o Aranha enfrentava o Lagarto, a história secundaria que mostrava Flash Thompson e Betty Brant enfrentando demônios durante a saga Inferno, renovou meu desejo de ler quadrinhos. Desde dessa edição não parei mais de comprar, ela foi o “big bang” de minha coleção e é guardada a 7 chaves.

Disponibilidade: Esgotado (mas se procurar pode acabar achando em sebos)

 

— Guido queria ser um personagem de histórias em quadrinho. Depois de ler Will Eisner se contenta em ser um personagem de uma história sem quadros.