evento-monkix-keli1

Quem passou pela Monkix, livraria na Vila Madalena, em São Paulo, conferiu, na tarde de 24/01, o lançamento de duas HQs: Cidade das Águas (Guilherme Caldas – ilustrações, Olavo Rocha – roteiro) e Eu sou um Pastor Alemão (Murilo Martins – roteiro e ilustrações), ambos pela Pólen HQ.

“Também lançamos o selo, que integra a Pólen Livros, já presente no mercado editorial. Meu contato com os Quadrinhos sempre foi como leitora e desejava enveredar por esse universo, que é bem rico e encantador. Decidi, então, criar a Pólen HQ, impulsionada pelas conversas com meus amigos, que estão lançando os álbuns pelo selo”, comentou Lizandra Magon, jornalista e publisher da editora. 

O evento contou ainda com a participação do Secretário da Cultura de SP, Nabil Bonduki, que escreveu o prefácio de Cidade das Águas.

Águas na (ex) terra da garoa

evento-monkix-keli8

São Paulo sempre carregou a aura de ser a “terra da garoa”. Mesmo em tempos de racionamento e dias escaldantes com pouquíssima chuva, a cidade tem nada menos que 8.000 quilômetros de margens de rios escondidas sob o asfalto. Feito que serviu de inspiração para a companhia de teatro Auto-Retrato apresentar, em 2012, o espetáculo Origem Destino, escrita por Marcos Gomes e dirigida por Andrea Tedesco e Mauricio Veloso.

Posteriormente, tornou-se o mote para adaptação em HQ, por Guilherme Caldas e Olavo Rocha. Em Cidade das Águas (álbum apoiado pelo Proac – Programa de Ação Cultural, do Governo do Estado de São Paulo e da Secretaria da Cultura), integrantes de uma expedição rumo a Santo Amaro, na zona sul, perpassam por diversos pontos da cidade, numa mistura de atualidade e história.

Caldas, que durante os tempos de faculdade praticou remo, considerou o processo ‘fácil-difícil’: “porque foi uma linguagem que nunca tinha trabalhado antes, a do teatro; um trabalho muito desafiador e dinâmico. Tive total liberdade com o Olavo, que roteirizou a adaptação, e dos envolvidos na peça, para fazer mudanças, colocar elementos nas ilustrações e outros detalhes”, disse.

evento-monkix-keli4

Ele e o parceiro Rocha criaram a série Candyland, que virou livro, lançado em 2010 pela Barba Negra/Caderno Listrado, e desejam retomar esse trabalho. “Queremos já fazer algo em breve, se possível ainda neste ano. Também estou com ideias para transformar em HQ uma viagem que fiz de bicicleta de Florianópolis até Montevidéu”, arrematou Caldas.  

evento-monkix-keli7

   

 

 

 

 

Inteligência de um Pastor Alemão

evento-monkix-keli3

 

Quem nunca passou por alguma situação – divertida ou até desastrosa – com cachorros? De forma bem humorada, Murilo Martins conta a saga de um seguro e destemido Pastor Alemão, que precisa cuidar de um rebanho ovelhas – ser desafiado pela ‘ovelha negra’ da turma – em “Eu sou um Pastor Alemão” (detalhe: propositalmente, a lateral da HQ vem aparente!).

“A ideia dessa história foi bem engraçada. Vi uma pesquisa sobre inteligência canina e a raça que tirou primeiro lugar foi Border Collie, em seguida Poodle e Pastor Alemão ficou em terceiro. Por ser um cão de caça, deveria ser o mais esperto, aliás, eu já tive. É nessa pegada que criei o personagem, que tem pinta de inteligente, mas não é tanto assim”, explicou Martins.

evento-monkix-keli5

A HQ foi lançada em inglês, por conta da vontade do autor em participar de feiras e convenções internacionais. “Queria muito conhecer e ir aos eventos gringos. Participei, então, do Toronto Comics Arts Festival, no Canadá, e foi uma grande experiência. A aceitação foi muito boa da HQ pelo público”, enfatizou Martins, que tem no currículo nada menos que um prêmio Angelo Agostini de melhor lançamento independente, em 2012, por Love Hurts – um zine autobiográfico que tem como pano de fundo esse sentimento tão belo (e incerto) chamado amor. 

 

— Jornalista freelancer, moradora de S. Miguel Paulista - SP e também colabora para o portal Jornalirismo (www.jornalirismo.com.br). Nas horas vagas, lê Quadrinhos. Nas outras também. Mais em http://twitter.com/keliv1