Hoje foi um dia especial, dedicado aos mestres. O Lucas Pimenta, editor do Quadro a Quadro, apareceu aqui em casa bem na hora do almoço (que coincidência). Compartilhamos uma lasanha (como come esse moleque!) e depois fomos fazer uma visita ao Antonio Cedraz, mestre do quadrinho nacional, criador da Turma do Xaxado, que gentilmente costuma nos receber em sua casa para um bate-papo sobre quadrinhos, projetos futuros, coisas passadas e um monte de abobrinhas.

Essas visitas ao Cedraz são revigorantes. No auge dos seus 67 anos (desculpe mestre, contei sua idade) é incrível como ele consegue fazer com que  o Lucas e eu (a média da nossa idade somada é 29 anos) possamos sair de sua casa tão animados com novos projetos e com uma vontade imensa de trabalhar muito e fazer  quadrinhos até o mundo acabar (21 de dezembro, agora). 

Voltando pra casa, coloquei pra rodar o DVD Ao Mestre com Carinho, documentário de Marcio Baraldi sobre a carreira de Rodolfo Zalla. E é sobre essa obra que vou falar um pouco. 

Zalla, outro mestre do quadrinho nacional, é um desenhista argentino que veio para o Brasil no início da década de 1960 e fez carreira em terras tupiniquins. Influenciado, conforme admite no documentário, por Milton Cannif e Hugo Pratt, Zalla faz parte de uma geração excepcional de desenhistas hermanos, que têm também nomes como Solano López, Alberto Breccia, Horacio Altuna e Eugenio Colonnese, o último italiano, que começou a trabalhar com quadrinhos na Argentina e radicou-se no Brasil mais ou menos na mesma época de Zalla, com quem chegou a ser companheiro de estúdio.  

Ao Mestre com Carinho é um documentário simples, porém muito bem feito no que se propõe. Traz basicamente a fala de Zalla em metade da tela e ilustrações na outra metade. Mas apesar da simplicidade técnica prende a atenção do expectador durante todo o tempo com as histórias da incrível trajetória do artista, narrada pelo próprio, falando do início de sua carreira na Argentina, sua passagem pela tradicional Patoruzito, a vinda para o Brasil, seus primeiros trabalhos por aqui, os títulos por onde passou, os personagens que criou, as editoras, a Calafrio e muito mais. São 72 minutos que passam voando, como se fosse uma boa conversa. E nisto um mérito para a simplicidade, que faz com que nos aproximemos do artista como se realmente fosse uma agradável e interessante conversa. 

Em um dos trechos mais marcantes, Zalla fala sobre seu trabalho no estúdio D-Arte, do qual foi um dos fundadores e que chegou a produzir 200 páginas mensais de quadrinhos.

Baraldi fez nesse vídeo um trabalho importantíssimo para os quadrinhos nacionais ao registrar a experiência e as histórias desse grande expoente dos quadrinhos. Que sirva de inspiração para que outros grandes mestres também tenham suas histórias documentadas.

No todo, uma narrativa emocionante para o entusiasta da nona arte, que me fez ter saudade de um tempo que eu não vivi. 

As resenhas do Quadro a Quadro não põem nota nas obras analisadas, mas mesmo assim vou deixar aqui uma recomendação máxima a esse documentário.

Serviço:

O quê: DVD Ao Mestre com Carinho, documentário de Marcio Baraldi sobre a carreira de Rodolfo Zalla

Editora: independente

Preço: R$ 15,00

Onde comprar: diretamente no site do autor ou em lojas especializadas.

Imagens: Quadrinho ´51, Guia dos Quadrinhos, Si-fi News.

— Não gosta de falar sobre si mesmo, mas a sua orelha queima quando estão falando dele.