No dicionário online Priberam, "ousadia" está relacionado a atrevimento. De uma forma negativa.

Ao mesmo tempo, está relacionado a audácia; uma desenvoltura criativa e que foge dos padrões.

E como a língua portuguesa é de um fascínio que só, em muitos lugares do nordeste brasileiro os falantes se apropriaram da palavra "ousadia", puseram a grafia que lhe é sonora e a rechearam de significados relacionados ao sexo.

 

Surgiu então a palavra "ozadia".

Termo este que pode ser relacionado desde a cópula entre dois indivídios até os primeiros momentos de descorberta sexual, seja de forma solitária ou com mais de uma pessoa (ou coisas).

No mundo dos quadrinhos brasileiros, Carlos Zéfiro com seus catecismos fez a alegria de muitos meninos e meninas e se tornou mais do que referência em gibis eróticos-pornográficos.

E foi esse poder sonoro da palavra "ozadia" e inspirados pelos catecismos do mestre Zéfiro que surgiu Ozadia.

CAPA

Ozadia é uma pequena coletânea de histórias em quadrinhos eróticos/pornográficos produzidos por autores baianos.

Ozadia surge com a edição nº 0 trazendo cinco histórias, indo da ficção-científica até a aventuras de detetives, que são as seguintes: "Especimen", de Ricardo Cidade e Alex Lins; "A partir de 5", de Bruno Marcello; "Sucumbir", de Leonardo Maciel e Neto Robatto; "Descaradagens na Bahia Colonial", de Sávio Roz e por último a "3 real", de Dan Cesar.

0509 13 17 23

A edição ainda conta com um breve editorial do ilustre Dionísio Mattos, ilustre figura da boemia baiana que topou fazer o trabalho de edição, proporcionando à equipe da Ozadia momentos únicos de contação de histórias regados a cerveja nos butecos mais inusitados de Salvador. A capa contou com a arte belíssima feita por Neto Robatto e Paulo Torino.

O lançamento oficial de Ozadia será no dia 05 de outubro do 24 Horas de Quadrinhos, que será realizado na RV Cultura e Arte, a partir das 15:00. 

ozadialançamento

A RV Cultura e Arte fica na Rua Barro Vermelho, 32, Rio Vermelho. Em frente ao McDonald's.

Acompanhe também mais notícias sobre Ozadia na fanpage da revista: facebook.com/hqozadia

— Adalton nasceu no último dia de uma lua cheia, mas acha que isso não tem nenhuma relação com a sua vida; começou comprando quadrinhos por puro modismo - uma edição da Turma da Mônica parodiando Jurassic Park; sua primeira compra consciente foi a edição nº 01 de Batman: A queda do Morcego, ainda formatinho. Acredita que irá terminar a graduação em Letras antes da catástrofe de 2012 e daqui até lá está estudando parte das traduções intersemióticas das peças de Shakespeare já produzidas. E nos interlúdios, tenta produzir roteiros a partir idéias rabiscadas em antigos pedaços de papel.