Feita em parceria com a Casa de Anne Frank, esta HQ conta a história da invasão nazista na Holanda pelos olhos de uma garota que vê sua família dividida pelo conflito.

Na história, quando Jeroen vai ao sótão da avó Helena procurar algo interessante para vender, ele descobre o livro de recortes que ela manteve durante a Segunda Guerra Mundial. Esse fato desperta memórias dolorosas, e leva a avó a contar pela primeira vez a Jeroen como foi ser uma menina em Amsterdam durante a ocupação alemã da Holanda e sobre a perda de sua melhor amiga judia, Esther. Após ouvir a história, porém, Jeroen fará uma descoberta surpreendente.

Nesta envolvente graphic novel, fiel aos acontecimentos históricos, pessoas comuns assumem papéis variados — vítima, observador, colaborador, criminoso — e têm que tomar as decisões mais importantes e difíceis de suas vidas.

Sobre o autor:

Eric Heuvel vive em Amsterdam e é considerado um dos melhores cartunistas holandeses da atualidade. Seu traço segue o estilo linha clara criado por Hergé e imortalizado em Tintim. Formado em história, dedica-se principalmente aos quadrinhos educativos. Essa é sua segunda obra a ser publicada no Brasil, em 2009 a Companhia das Letras publicou A Busca, outro trabalho do autor com o holocausto como tema.

Para conhecer mais sobre Heuvel, visitem seu site: http://eric-heuvel.nl/

— Lucas Pimenta queria ser Martin Mystère. Não queria uma pistola de raios e sim a capacidade de enrolar uma noiva da mesma maneira...