Balões - Tira 0002Ontem, 5/10/2011, o mundo perdeu um de seus grandes criadores, Steve Jobs. Na década de 1970 trabalhou na Atari (fabricante de Vídeo-games) e fundou sua própia empresa de garagem, a Apple (já ouviu falar?). Na década de 1980 fundou o estúdio Pixar (Toy Story, Vida de Inseto, Procurando Nemo, Os Incríveis… a lista é longa) e na primeira década do século XXI mudou a forma de ouvir música (iPod), utilizar o celular (iPhone) e manipular conteúdo digital (iPad).

Arrogante, crítico, perfeccionista, criativo e sonhador, Jobs era chamado por alguns de criador do futuro. Ele cunhou algumas frases marcantes, das quais destaco:

"Criatividade é simplesmente conectar coisas"

"A morte é, provavelmente, a maior invenção da vida. É o agente de transformação da vida. Ela elimina os antigos e abre caminho para os novos".

Nem preciso dizer que ele vai fazer falta… Muita falta!

— Sergio Barretto teve um passado nebuloso sobre o qual nunca fala. Ninguém sabe ao certo o que ele fazia, mas alguns indícios de ações secretas e aterradoras já desestimularam muita agente a continuar investigando. Hoje é um homem sério, cumpridor de seus deveres e apaixonado por histórias em quadrinhos desde que se entende por gente, e a cada ano faz mais tempo que ele se entende por gente. Faz parte do Quadro a Quadro desde sua criação e costuma ser gente boa, mas as vezes passa a impressão de que seu passado sombrio pode retornar a qualquer momento, pondo a todos em perigo.