Textos deste Autor
“Gente que anda por aí”

“Gente que anda por aí”

O mais interessante em um Quadrinho é quando sua história não está envolta tão somente em personagens com superpoderes (nada contra, aliás eu os adoro), e sim quando existem superpessoas com a grande aptidão de rir de si mesmas. É esse o pulo do gato (Fellini) que o argentino Ricardo Liniers Siri, o Liniers, literalmente...
Que FIQ!

Que FIQ!

Poderia iniciar este texto falando da nona edição do Festival Internacional de Quadrinhos, o FIQ, evento ocorrido na Serraria Souza Pinto, no bairro Floresta, em Belo Horizonte (MG), entre os dias 11 e 15 de novembro. Poderia, também, falar que reuniu artistas nacionais e internacionais, que milhares de pessoas passaram pelas mesas, stands, além de...
Daniel Esteves no “Quadrinhos nas Zonas de Sampa”

Daniel Esteves no “Quadrinhos nas Zonas de Sampa”

Quadreca, Quarto Mundo, Front, Petisco, Nanquim Descartável, HQ em Foco, Zapata Edições. Esses são alguns nomes de títulos, editoras e trabalhos presentes no currículo de Daniel Esteves (KM Blues; São Paulo dos Mortos), mencionados pelo roteirista durante a primeira aula da oficina “Quadrinhos nas Zonas de Sampa”, na Biblioteca Pública Raimundo de Menezes, em São...
Um dia colecionável

Um dia colecionável

Missão: fotografar colecionáveis em uma exposição sobre personagens da DC Comics. Data: Sábado, 24 de outubro de 2015, São Paulo. Detalhe: nunca fui a uma loja do gênero, só as tradicionais, que vendem HQs mais camisetas mais chaveiros… Seria um, digamos, primeiro dia “colecionável”. Logo na entrada, uma réplica do Batmóvel e o lugar estava...
Palavras na neve

Palavras na neve

Viver é percorrer trilhas: umas, seguimos tranquilamente, outras, porém, optamos por um trecho, fora as turbulências, as fendas inóspitas. É neste cenário que desvendamos A Narradora das Neves: uma aventura no país inuit (Béka – roteiro; Marko – ilustração; Maëla Cosson – cores / Nemo). O enredo relata com delicadeza a história de Buniq, uma...
O Menino e o Arcanjo

O Menino e o Arcanjo

O ano era 1918 e Petro só mais um menino de família humilde, que sai de sua terra natal para povoar a capital paulista, berço das oportunidades, com suas indústrias produtivas e prósperas. Morava em um cortiço no bairro do Cambuci, região central da cidade, numa São Paulo que sofria, na época, com a Gripe...
O Sol e a História

O Sol e a História

Quando li Solar: O caminho do herói – continuação de Solar: História de Origem (Wellington Srbek/Abel/Cleber Campos – Mais Quadrinhos), lembrei de um causo que ouvi, meses atrás. Era sobre jovens de uma etnia indígena que, ao final do dia, entoavam cânticos para que o pajé, o mais sábio da aldeia, contasse uma história aos...
Lobo até o couro

Lobo até o couro

 Mas, afinal, o que é a vida?  Seria uma sucessão de coisas (ditas) belas, que teimamos em exibi-las neste mundo (dito) virtual, com seus sorrisos ensaiados, captados por câmeras que detectam tais ‘sentimentos’? Seria um sem fim de posts, blogs, selfies e palavreados importados, empurrados goela abaixo? É na amálgama de questões, dividida em duas...
O céu de Ken Parker

O céu de Ken Parker

A primeira vez que tive contato com o trabalho da dupla italiana Giancarlo Berardi e Ivo Milazzo foi por meio do álbum TIKI – O menino Guerreiro (que até escrevi um texto aqui), mas não poderia deixar de ler a grande marca deles: Ken Parker. Confesso, entretanto, que fiquei meio ressabiada… Faroeste? Tiroteios (ainda com...
Amar é...

Amar é…

Quem nunca sofreu por amor, nem que seja um tiquinho? É uma dor sofrida, parece que vai nos sucumbir. No final, entretanto, sobrevivemos e fica a cicatriz, aquela fissura que a gente diz ter esquecido, mas é só uma chaga para a entrada de tantas outras sensações. É nessa toada que Murilo Martins ilustra e...
Rafael Campos e Janaina Tokitaka na biblioteca

Rafael Campos e Janaina Tokitaka na biblioteca

Gustave Doré, Walter Crane, Jack Cole, Will Eisner. Estes foram apenas uma amostra de grandes nomes da Ilustração e dos Quadrinhos citados em um bate-papo com Janaina Tokitaka, escritora, autora e ilustradora de Tem um Monstro no meu Jardim (Escrita Fina) e Escamas (Cortez), e Rafael Campos, quadrinista de Deus: Essa Gostosa (Companhia das Letras)...
O(h) Baratão!

O(h) Baratão!

Em qualquer canto deste nosso mundo habita ao menos um desses, e pode ter as mais variadas alcunhas: boite (um misto de “bar e noite”, boate escrito errado, não sei), cabaré, night club, antro e … isso que você está pensando, amigo leitor. Lá residem seres humanos, com outro sem fim de denominações: moças “de...