11049667_1027168477304699_3466779694091180053_n - Copia

Sei que o hype da série já passou, mas tinha que fazer essa matéria sobre meu super-herói preferido. O Demolidor já tem mais de 50 anos de histórias (53 pra ser exato), e é provavelmente o personagem da Marvel com maior cartel de histórias memoráveis. Selecionei algumas histórias que me marcaram nos anos que acompanho o personagem. Selecionei apenas contos de uma edição e não arcos, logo não serão citados sagas como "A queda de Murdock". As histórias estão em ordem de lançamento e não qualidade.
*Agradecimentos ao grande Guilherme Smee do Splash Pages, de onde chupinhei a ideia pra esse post. Ele escreveu um muito bom sobre 15 histórias dos X-men

1 – Estreando a roupa novarich-johnston-refuses-to-ignore-the-wally-wood-omission-from-marvel-s-daredevil-da-431110

Titulo: Combate Mortal com o Príncipe Namor

Autores: Stan Lee e Wally Wood
Edição Americana: Daredevil nº7
Publicada pela ultima vez no Brasil em: Biblioteca histórica – Demolidor

Motivos: Essa edição marca a estreia do uniforme vermelho criado por Wally Wood que substituiu Bill Everett a partir da edição nº4. Na trama Namor após ser confrontado pelo atlante Krang vai até a superfície procurar um advogado para processar a humanidade pelos crimes que cometem contra seu habitat natural. Krang espera que Namor se enfureça e entre em confronto com o povo da superfície. E é exatamente isso o que acontece e o Demolidor o confronta. Escolhi essa só por ser a primeira sem aquele uniforme amarelo ridículo e claro pelos desenhos do Wood.

11049667_1027168477304699_3466779694091180053_n - Copia (2)

2 – Paixões juvenisDaredevil_Vol_1_168

Titulo: Elektra
Autores: Frank Miller, Klaus Janson e D.R. Martin
Edição Americana: Daredevil nº168
Publicada pela ultima vez no Brasil: Demolidor de Frank Miller vol 1

Motivos: Houve duas estreias nessa edição: Frank Miller como unico roteirista (ele já desenhava o personagem desde a edição 158, e dividiu os roteiros com McKenzie nas edições 165 e 166 e com David Michelinie na edição 167) e da mercenária ninja ElektraMiller redefiniu o personagem inserindo diversos retcons onde explorava bastante o passado do Demolidor. Suas histórias chamaram atenção e alavancaram as vendas do titulo que por sua vez voltou a ser mensal a partir da edição 170. E "Elektra" foi o primeiro desses retcons. Na trama o Demolidor está à caça de uma testemunha de assassinato que tem a cabeça a prêmio. E isso o coloca frente a frente com uma caçadora de aluguel — Elektra. Recordações vêm a tona: o período no campus da faculdade, o desenrolar da paixão, o atentado que envolveu Matt Murdock e culminou com o morte do pai da moça, a dolorosa despedida.

11049667_1027168477304699_3466779694091180053_n - Copia (2)

3 – Maria da Penhaportrait_incredible

Titulo: O terror das mulheres
Autores: Frank Miller, Klaus Janson e Glynis Oliver-Wein
Edição Americana: Daredevil nº 173
Publicada pela ultima vez no Brasil: Demolidor por Frank Miller e Klaus Janson vol 2

Motivo: Becky Blake, quando cursava a Universidade de Direito, foi atacada por um criminoso psicopata chamado Michael Reese. Após o acidente, a jovem ficou aleijada e, mais tarde, tornou-se secretária e amiga dos advogados Nelson e Murdock. Em "O Terror das Mulheres", o maníaco está de volta aterrorizando mulheres das redondezas com sua máscara de couro. Após um violento confronto o Demolidor consegue prender Michael. Porem como Matt Murdock, ele ainda precisa convencer Becky a denunciar a agressão. Ela havia sido a única vitima que viu o rosto de Michael, e tinha medo de retaliação caso fizesse a denuncia. Mais de 30 anos depois essa história continua brutal e infelizmente atual…

11049667_1027168477304699_3466779694091180053_n - Copia (2)11049667_1027168477304699_3466779694091180053_n - Copia (2)

4 – Brincando com Fogo

Titulo: Roleta Russa
Autores: Frank Miller, Terry Austin e Lynn Varley
Edição Americana: Daredevil nº191
Publicada pela ultima vez no Brasil: Os maiores clássicos do Demolidor vol 4
Motivo:
 O Demolidor faz uma "visita" surpresa ao hospital onde o cruel Mercenário, acamado e totalmente imobilizado, se recupera da ultima luta que teve com nosso herói. O Homem Sem Medo, então, resolve fazer um joguinho de roleta-russa com ele… Essa história marca o fim da primeira passagem de Miller pelo titulo. "Demonios" a segunda história escrita por Miller, encerra com um marcante dialogo em que o Detetive Manolis diz que o Mercenário irá matar novamente e a culpa será do Demolidor. Meses depois Elektra é brutalmente assassinada pelo vilão. Como reagir? Confrontando seus medos e fraquezas jogando roleta russa com seu nêmeses. Aqui o Demolidor não é só atormentado pela morte de Elektra, mas também pela culpa de sentir cumplice de outros assassinatos cometidos pelo Mercenário.

11049667_1027168477304699_3466779694091180053_n - Copia (2)

5 –  RedençãoDaredevil_Vol_1_209

Titulo: O perigo nunca morre
Autores: Harlan Ellison, Arthur Byron, David Mazzucchelli e Danny Bulanadi
Edição Americana: Daredevil nº209
Ultima publicação no Brasil: SuperAventuras Marvel nº50

Motivo: Afim de se vingar do Demolidor, a mãe de um antigo vilão espalha pela cidade vários Robôs em forma de crianças programados para explodir com a presença do heróis. Em caos causado pelas bonecas Matt encontra Johnny Squarejohn, um velho conhecido da Cozinha do Inferno. Joohny, porém ele se juntou ao grupo de meninos que batia e zoava Matt. Agora ele pede ajuda do advogado Murdock, mas recebe um 'não'. Em mais um dos ataques dos robôs Joohny se da conta de que Matt pode ser o homem sem medo, e ao vê-lo cercado de garotas bombas se vê na obrigação de compensar seus erros passados. Histórias de redenção são comuns no titulo do Demolidor. Escolhi essa porque foi uma das primeiras HQs que li do personagem. Matt e Johnny começam como amigos e ainda na infância Johnny vira as costas para o futuro advogado. Anos depois Johnny é um pai de família que se envolveu com o crime, mas agora ele quer ser um bom exemplo para seus filhos e acertar as contas com Murdock. No final há outra constante das histórias do guardião da Cozinha do Inferno: Todos merecem uma segunda chance.

11049667_1027168477304699_3466779694091180053_n - Copia (2)

6 – Gótico suaveDaredevil_Vol_1_225

Titulo: …e então você morre!
Autores: Denny O'Neil e David Mazzucchelli
Edição Americana: Daredevil n°225
Ultima Publicação no Brasil: SuperAventuras Marvel nº100

 

Motivo: Aqui os personagens refletem sobre os últimos acontecimentos que os abateram como o suicídio de Heather Glenn, o fim do casamento de Nelson e Deborah Harris, e ainda a falência do escritório Nelson & Murdock. Foggy que ainda não sabia que Matt era o Demolidor joga na cara do amigo que graças a sua ausência o escritório ods dois faliu, e ainda o culpa pelo suicídio de Heather. Enquanto isso  observados pelo Abutre, pois segundo o mesmo Nelson e Murdock estão sempre cercados de tragédia o que faz do escritório deles o lugar o perfeito para um abutre… Poético né?! Uma edição beeem depressiva. Principal destaque fica por conta da arte de David Mazzucchelli, que era o desenhista mais regular da série desde a saída de Frank Miller. 

11049667_1027168477304699_3466779694091180053_n - Copia (2)

7 – Histórias de Guerradaredevil 236.

Título: Sonho Americano
Autores: Ann Nocenti, Barry Windsor-Smith e Bob Wiacek
Edição Americana: Daredevil n°236
Última publicação no Brasil: SuperAventuras Marvel nº70

 

 

Motivo: As primeiras histórias que li do Demolidor foram as da fase da Ann Nocenti. Nem todo mundo gosta da fase, mas eu gosto bastante. "Sonho Americano" foi a estréia dela no titulo e foi uma baita estreia já que contava com os desenhos do grande Barry Windsor-Smith. Na trama Após os eventos envolvendo Bazuca (um homem modificado pelo soro do supersoldado mostrado na Queda de Murdock). A Viúva Negra se alia ao Demolidor para encontrar outro remanescente do projeto. O Ex-soldado Jack Hazzard é capaz de parar batidas cardíacas com o pensamento, e extremamente conturbado psicologicamente. Jack é atormentado pelos assassinatos que cometeu durante a guerra e pelas lembranças das experiências que lhe deram poderes. O ponto alto é quando ele finalmente confronta o Demolidor e acha que o herói e na verdade o Demônio que veio buscar sua alma.

11049667_1027168477304699_3466779694091180053_n - Copia (2)

11049667_1027168477304699_3466779694091180053_n - Copia (2)

8 – O que aconteceria se…28436-4249-31557-1-what-if-

Titulo: O que aconteceria… Se o Demolidor tivesse matado o Rei do Crime?
Autores: Danny Figeroth, Greg Capullo
Edição Americana: What if Daredevil killed the Kingpin?
Publicada pela ultima vez no Brasil em: Superaventuras Marvel nº106

Motivos: Realidades alternativas sempre são legais, mesmo quando são ruins pra cacete (O Prego 2 cof cof). E neste "What if…" Após descobrir que Matt Murdock é o Demolidor, o criminoso fez da vida do herói um Inferno. Matt no fim de suas esperanças confrontou seu arqui-inimigo cara a cara, mas ao contrário da história original aqui Murdock assassina a sangue frio o Rei do Crime. Extremamente abalado o Demolidor acaba confrontando o Justiceiro e o Homem-Aranha, e logo depois o criminoso conhecido como Rosa, filho do Rei do Crime. Mas o Demolidor não quer ajuda de seus colegas super-heróis e muito menos ser morto por algum criminoso. Ele quer ser julgado pela justiça pela qual sempre lutou.

11049667_1027168477304699_3466779694091180053_n - Copia (2)

9 – Caindo na rotinaDaredevil_Vol_1_304

Título: 34 horas
Autores: Dan 'D.G.' Chichester, Ron Garney e Bud Larosa
Edição Americana: Daredevil n °304
Última publicação no Brasil : Superaventuras Marvel n°154

Motivo: Chichester foi roteirista do Demolidor de 1991 a 1995. Sua passagem pelo titulo teve altos e muitos baixos… "34 horas" é uma história simples, longe das looongas tramas do escritor que geralmente duravam no mínimo 4 edições. Acompanhamos 34 horas da vida do Demolidor, onde ele impede de assassinatos a simples calotes. E com desenhos de um jovem Ron Garney.

 

11049667_1027168477304699_3466779694091180053_n - Copia (2)

10 – Um conto de NatalDaredevil_Full_7

Sem titulo
Autores: Mark Waid, Paolo Rivera, Joe Rivera e Javier Rodriguez
Edição Americana: Daredevil (2011) nº7
Publicada pela ultima vez no Brasil: Demolidor 2ª série – Vol 2 

 

Motivos: Mark Waid teve uma passagem memorável pelo titulo do ceguinho (embora tenha caido a qualidade depois de umas 20 edições). Prova disso é que Daredevil nº7 foi premiada com o Eisner Award 2012 de Melhor Edição Única. Na trama o Demolidor continua tendo problemas para esconder seu alter ego do publico, mas o problema e contornado com muito humor e jogo de cintura por ele. Todo ano próximo ao Natal, Murdock leva crianças cegas para excursões. É uma bonita e simples HQ de união e sobrevivência em uma nevasca, na qual o sentido de radar do herói de nada vale.daredevil7preview3

E é isso! Num futuro quem sabe eu escrevo sobre arcos bons, mas pouco lembrados do Herói cego mais popular dos quadrinhos. Se achou que faltou alguma história manda aí nos comentários.

— Beto Magnun quando criança queria se tornar membro dos Novos Titãs e dos X-men, mas com o passar dos anos, acabou se tornando uma das pessoas invisíveis das histórias do Will Eisner.