Eu sei, eu sei, falar sobre esse assunto é um tanto quanto tenso, principalmente para as mulheres, garotas, ou qualquer ser do sexo feminino. Acho que já foi tanto tempo de caramiola na cabeça, que esse tipo de assunto acaba sendo tabu para a gente… E é por isso mesmo que eu pensei que este é um ótimo tema para um post na nossa terça das meninas!

Pois é, então vou falar sobre a minha primeira vez! Foi a mais ou menos há duas semanas…

Era um dia como outro qualquer (a gente fica na expectativa de que o dia D vai ser diferente e tudo mais, mas isso é apenas imaginação, aquele era um dia comum como qualquer outro) nada de especial, nada pré-determinado, nada marcado, afinal de contas esse tipo de coisa só serve para aumentar a tensão e ajudar a dar tudo errado.

Então, do nada, aquela vontade! Vou, não vou, a indecisão bate, não sei se devo… Você passa na frente daquele lugar, estranho, com medo… (no meu caso, eu dei para trás, leia-se, amarelei, na boa, na moral!) Fiquei lá na frente pensando: “Ai, meu Deus, tipo, sei lá o que as pessoas já fizeram aqui, estou com medo e nojo de tocar em qualquer coisa, tanta gente já pode ter usado…” e simplesmente desisti.

Mas quando é para ser, não adianta. Ainda no mesmo dia, passei novamente por lá, pensando que tipo de pessoa frequenta aquele local… Passei reto, firme, mas não resisti, foi mais forte do que eu, aquele impulso que toma conta do seu ser e, de repente, já me vi lá dentro. Olhei para os lados pensando: “Está todo mundo me olhando… Mantenha a calma, não há nada de estranho nisso, você nunca veio aqui, o.k., mas sempre tem uma primeira vez.”. E no meio daquele nervosismo, daquela agonia e da vontade de voltar atrás correndo dizendo simplesmente que foi um engano, eu vi, sim, parado lá, calmamente, como que sorrindo para mim, aquilo era tudo que eu precisava.

O tempo parou, não reparava mais nas pessoas, nas conversas, em nada, vasculhei meticulosa e cuidadosamente a pilha, e fiquei surpresa quando encontrei a última HQ que faltava para completar a minha coleção. Não comprei só uma, mas várias, não ligava mais para as pessoas, para o fato de serem usadas… Nunca imaginei que visitar um sebo poderia ser tão prazeroso, sempre me reprimi de fazer isso e, de repente, assim de primeira já achei algo tão importante para mim.

Precisamos vencer os preconceitos. Nos sebos podemos encontrar uma diversidade de HQs , de material bom, bem conservado e com preços acessíveis, que dificilmente encontraríamos em outro local. Muito material excelente que já saiu de publicação pode ser garimpado, com preços surpreendentes. Eu tinha um pouco de paranóia em comprar material de sebo por pensar que as HQs eram usadas e tal, mas, cara, meus exemplares estão perfeitos, como vocês podem ver na imagem abaixo (com exceção da etiqueta de preço que o pessoal do sebo colou na revista):

E é por isso que eu aconselho, não crie expectativas. Simplesmente faça aquilo que quer fazer, não pense nos outros, só em você, quebre suas barreiras. Você pode acabar se surpreendendo e divertindo muito! Nunca imaginei que uma visita ao sebo pudesse ser tão proveitosa (completei minha coleção da Witchblade, só faltava a nº6 da série de 8, que milagrosamente estava lá me esperando e mais barata que na época da publicação!!!), então aconselho: “Visitem os sebos de sua cidades.”, você nunca sabe o que pode acontecer!

Se você não tem um sebo na sua cidade, ficam aqui algumas dicas de sebos online que achei numa busca simples pela internet:

http://www.estantevirtual.com.br/

http://www.traca.com.br/

http://www.sebosonline.com/

Sebo do Messias

Com ajuda dos meus colegas quadrados ainda tive uma ótima indicação que passo agora para vocês: o Mercado de Pulgas, do site Guia dos Quadrinhos. O site promove um evento físico anual para a troca/venda de HQs e, no restante do ano, para aqueles que são cadastrados no site, também existe uma seção denominada Mercado de Pulgas que, na definição do próprio site, “é um espaço simples de compra, venda e troca de HQs para os usuários encontrarem as edições que procuram”, quase um megasebo digital só de HQ!

Pois é, então como eu já disse: sempre tem uma primeira vez! Vai lá, experimente e divirta-se!!!