Faleceu neste sábado, aos 73 anos, Jean Giraud, mais conhecido como Moebius.

Moebius foi – sem qualquer sombra de dúvidas – um dos maiores autores de quadrinhos de todos os tempos.

Autor de clássicos como Arzach, Incal e Garagem Hermética, sua narrativa revolucionária mudou os rumos dos quadrinhos. Podemos sentir a influência de sua arte arrebatadora em praticamente todos os mercados do mundo, dos mangás japoneses aos comics norte americanos.

A morte de Moebius deixa nesta manhã de sábado uma paisagem desolada. É triste saber que nunca mais seremos surpreendidos pela genial imaginação de alguém que não era apenas um desenhista, mas um criador de mundos fantásticos, que soube como nenhum outro autor na história traduzir em imagens os sonhos mais obscuros da alma humana.

Absoluten Calfeutrail

No Brasil, a obra de Moebius vem sendo publicada regularmente pela Editora Nemo.

— morreu num acidente inexplicável na Serra da Cantareira. Antes que seus familiares percebessem, já havia virado um Zumbi. Para aplacar sua fome por cérebros humanos, passa as noites escrevendo no Gibi Rasgado. Seus amigos, com medo de seu apetite insaciável, o convidaram também para escrever no Quadro a Quadro. No momento ele está sob controle.