Hoje, 21 de março de 2012 faz 50 anos que veio ao mundo um dos mais prolíficos escritores de quadrinhos estadunidense, Mark Waid.

Com a revista Amazing Heroes, publicada pela editora Fantagraphics no início da década de 80, Waid começa sua carreira no mundo dos quadrinhos. No mesmo período foi contratado para trabalhar na poderosa DC Comics no título da Legião de Super-Heróis (Legion of Super-Heroes).

Na década seguinte, trabalha como escritor freelance para a Impact Comics onde criou histórias como Legend of the Shield e The Comet, mas é na editora de Superman que o escritor passa a ser notado pelo Fandom e reconhecido pela indústria dos quadrinhos com seu trabalho em The Flash. Waid trabalhou com o personagem por 8 anos em parceria com vários desenhistas, sendo Mike Wieringo o de maior destaque. A dupla criou Bart Allen, o herói conhecido como Impulso, neto de Barry Allen, o segundo Flash.

Para o universo de Flash, Mark Waid criou histórias memoráveis, definindo Wally West, o terceiro Flash, como um personagem do primeiro escalão de heróis da DC Comics.

O sucesso do escritor não passaria despercebido para a Marvel Comics, que tirou Mark Waid da Distinta Concorrência e o contratou para trabalhar em Capitão América, em uma parceria com o desenhista Ron Garney.

As histórias do escritor nesse período alcançaram sucesso de público e de crítica, porém foram interrompidas um pouco depois para o projeto que a Marvel denominou como Heróis Renascem, famigerada saga, onde o Sentinela da Liberdade teve texto e desenhos à cargo de Rob Liefeld, um verdadeiro fracasso para a editora, mas isso é outra história.

Waid e Garney voltariam ao personagem após o fim do evento, dessa vez em parceria com Andy Kubert, filho do lendário Joe Kubert. Essa fase foi escrita entre 1998 e 2002, e teve 50 edições.

No período em que a Marvel publicou Heróis Renascem, Mark Waid retorna a DC onde criou uma das maiores minisséries dos quadrinhos estadunidenses, Reino do Amanhã (Kingdon Come), publicada originalmente entre maio e agosto de 1996. Na trama, escrita por Waid e desenha por Alex Ross, os artistas apresentaram um possível futuro para o Universo DC, 20 anos na frente, em uma realidade muito violenta, onde os heróis não são bem vistos.

Em 2002 voltaria a Marvel Comics para escrever Quarteto Fantástico desenhado pelo parceiro Mike Wieringo, em histórias bem executadas e aclamadas pela crítica e pelos fãs.

O "vai e volta" entre as duas maiores editoras dos Estados Unidos não termina e no ano seguinte escreveu uma nova origem para o "último filho de Krypton", Superman: Legado das Estrelas (Superman: Birthright), uma minissérie em 12 partes.

Em 2004, um retorno as origens e escreve Legião de Super-heróis em parceria com Barry Kitson. As histórias foram publicadas pela DC até 2007, quando a série alcançava a 30ª edição.

Em 2005 assina contrato de exclusividade com a DC Comics e escreve em Batman: The Brave and the bold com arte do sensacional George Pérez!

Foi um dos responsáveis pela reformulação do Universo DC na série Crise Infinita, trabalho quase totalmente ignorado nesse novo Universo DC, que a editora vem publicando atualmente na terra do Tio Sam.

Desde 2007 é o editor-chefe da editora Boom! Studios, onde publica seu material autoral.

Atualmente Mark Waid faz parte da equipe criativa do Homem-Aranha, composta por Bob Gale, Joe Kelly, Dan Slot, Van Lente, Mark Waid e Zeb Wells os "Cabeças-de-Teia", como se intitulam os autores.

Em 2011 a Marvel Comics colocou Waid como o roteirista da série do Demolidor com a arte de Paolo Rivera, com a missão de trazer Matt Murdock no papel do herói novamente após a saga Shadowland.

O futuro pertence a esse escritor que merecidamente conseguiu seu espaço no mundo dos comics e será reverenciado como um dos maiores escritores dos quadrinhos de Super-heróis. Que essa data venha a se repetir outras vezes com Waid gozando de plena saúde e nos brindando com ótimas histórias.

Parabéns ao artista!

_______

Site Oficial do autor: http://markwaid.com/

 

— Lucas Pimenta queria ser Martin Mystère. Não queria uma pistola de raios e sim a capacidade de enrolar uma noiva da mesma maneira...