Contar pra vocês o que rolou na 3ª Santos Comic Expo ainda sob efeito de todo amor (sim, amor mesmo, esse sentimento piegas que faz com que sejamos capazes de cometer loucuras como é organizar um evento totalmente gratuito contando apenas com a colaboração e a boa vontade de pessoas que participaram dessa festa) vai me fazer soar imparcial e passional…. E quer saber? AINDA BEM! Não sou jornalista e o lema do blog é ir onde a nona arte estiver, pois estávamos lá. Não que eu precise me justificar, afinal, os quadrados são, acima de tudo, um bando de aficionados por quadrinhos e se você está lendo este post aqui, é bem provável que seja um também.

12187917_10207941904288160_5964366747108395881_nEu sou santista e há três anos tenho acompanhando de perto o crescimento de ações relacionadas à cultura geek na cidade, tanto por esforço do pessoal da Gibiteca de Santos quando pelo empenho de iniciativas particulares e produtores culturais, empreendedores quanto pela determinação do grupo “Guerreiros”, responsável pela organização do evento. Não sei se há 10 anos alguém imaginaria que o cenário na cidade seria este, mas há 3, esses meninos acreditaram que seria possível e conseguiram organizar um evento tímido na Estação Cidadania de Santos, um espaço bem pequeno, mas que contou com a participação de amigos que embarcaram no mesmo sonho. Eu estava lá e é uma alegria enorme ver que aqueles amigos que ajudaram a realizar o primeiro evento têm voltado mais animados a cada ano.

Também sabemos que a cada investida a expectativa e responsabilidade são maiores e em época de crise, não é difícil imaginar o nervosismo e a ansiedade que acometeram os guerreiros, afinal, tudo poderia acontecer… E de fato aconteceu: número record de visitantes comparado ao ano passado! Sensação de que mesmo tendo sido realizado pelo segundo ano consecutivo no Teatro Municipal Patrícia Galvão, que é bem maior que a Estação de Cidadania, o lugar já parece estar ficando pequeno para um evento que só tende a crescer.

Porque estou dizendo tudo isso? Porque se não fosse pelo esforço conjunto dos organizadores e de todos os voluntários, patrocinadores, amigos, namoradas, esposas, parentes, imprensa, órgãos públicos, não seria possível oferecer um evento desta proporção de forma gratuita, tanto para os visitantes quanto para os artistas envolvidos. Foram cerca de 4.500 pessoas em um só dia.

10357592_10207932655256940_7214101063409227212_n

Neste ano tivemos algumas novidades que muito provavelmente integrarão a agenda da SCE de forma permanente e entre elas estão: painel com os editores de quadrinhos, premiação com troféu para artistas que dedicaram suas vidas aos quadrinhos e a jornada acadêmica, voltada para pesquisadores e educadores que queiram compartilhar e aprender mais sobre o uso das HQs em sala de aula ou discutir perspectivas que vão além do entretenimento. Eu e Lucas Pimenta fomos convidados juntamente com os pesquisadores Alexandre Alves Barbosa (Bar), Edilaine Correa e Lindemberg Pereira. Entre os temas abordados, falamos sobre adaptações literárias para HQ, aplicações e possibilidades das HQs em sala de aula para diversos níveis de escolaridade, processo de criação de quadrinhos e fanzines como ferramentas pedagógicas, roteirização e adaptações para outras mídias e sobre uso de HQs no ensino de africanidades e temas indígenas.

Outra boa novidade foi a maior participação das mulheres o que permitiu que o painel sobre mulheres nos Quadrinhos contasse com artistas como Camila Torrano, Germana Viana, Cristina Eiko, Ana Jaber e Gabriela Franco.

11202821_964880283571639_246080096303454484_n

O número de cosplayers e a qualidade das fantasias também surpreendeu, o que movimentou    e lotou o palco externo na hora do desfile e premiação.

O artista Renato Guedes, que trouxe sua exposição “Imersão” ganhou um dia especial no CT do Santos Futebol Clube e as fotos e vídeos de sua passagem por lá podem ser conferidas na página do evento. Aliás, a exposição foi uma grata surpresa para os fãs que conheciam o trabalho de Renato através das HQs para o mercado internacional e que puderam conferir as telas que mereciam um post à parte.

12189772_10207932701618099_6117593592547482527_n

Entre os momentos emocionantes da semana eu não poderia deixar de citar o ativista social Cristiano Zanetta de Matos, o Batman, que visitou a ala de oncologia infantil do hospital Santa Casa e emocionou crianças, pais e funcionários por onde passou.

12187709_964862076906793_5197288385290453688_n

Este ano não pude acompanhar todos os painéis e nem conversar com os expositores e artistas porque estava na jornada acadêmica, mas os detalhes de quem esteve presente podem ser conferidos neste post e na página do Facebook que já está atualizada com fotos.

No mais, só posso dizer que o que fica é um sentimento de gratidão por ter participado da 3ª Santos Comic Expo e a certeza que os laços de amizade só se fortalecem a cada ano, nos dando aquela sensação de somos todos uma grande família. Até o ano que vem, pessoal!

Maiores informações podem ser obtidas nos seguintes endereços na internet:
• Facebook: https://www.facebook.com/santoscomiccon
• Twitter: twitter@santoscomicexpo
• Website: http://www.santoscomicexpo.com.br
• Email: contato@santoscomicon.com.br

12187746_10207938751209335_1834885219988233947_n

— Dani Marino é formada em Letras e ainda não decidiu se prefere viver no Sonhar, em Nárnia ou em Hogwarts.